domingo, maio 04, 2008

Ontem marchou-se por isto

Ontem um grupo de 600 pessoas, marchou em Lisboa a favor da legalização das drogas leves, independentemente da minha posição, esta não é nem pode ser considerada uma marcha séria.
Mas acho que de uma vez por todas, a sociedade tem de voltar a discutir esta questão, sendo alarmantes os niveís de consumo destas e doutras substancias que produzem o mesmo fim, pelos jovens de hoje em dia, legalizar ou não legalizar é a questão que se impõe?
Existe mesmo um grupo de pessoas organizadas a favor desta questão, e até inclusive tem um site, Marcha Global da Marijuana, que recomendo que vejam com os vossos próprios olhos e tirem a vossa conclusão.

2 comentários:

Anónimo disse...

Eu considero o seguinte:
Para mim esta ideia é um perfeito Dispara-te, um verdadeiro Aborto!
Como tal, visto que o aborto foi legalizado esta lei até não tem sentido pois a marijuana já é legal.
Deixando os ironismos á parte.
Se Legalizar-mos tudo o que pedem, qualquer dia portugal ultrapassa a Holanda e até teremos como lá foi tentado, um grupo de pedófilos a tentar criar um partido. Preocupante é que em Portugal até eram capaz de conseguir.
Cumprimentos,
-M-

Velas do Tejo disse...

A erva em Portugal é mais que legal!

Ninguém incomoda ninguém por fumar um charrito, logo é aceitação. Para quê ter leis se a justiça não funciona?!

Faz sentido existerem normas se estas forem cumpridas, fiscalizadas e punidos os infractores. Se é para ter norma e o resto não funciona, para além de descridibilizante para as instituições é leviano.