sexta-feira, maio 09, 2008

Discussão pública de Planos de Pormenor e de Plano de Urbanização: A democracia limitada.

De acordo com o Boletim Municipal do Seixal, decorre neste momento o período de discussão pública de dois Plano de Pormenor e de um Plano de Urbanização que reflectirão alterações ao Plano Director Municipal (PDM) actualmente em vigor.
De acordo com o aviso publicado, podem consultar o processo na Divisão Administrativa de Urbanismo, nomeadamente o documento de fundamentação da elaboração destes planos.
O que lamentamos, é que na era das novas tecnologias, estes documentos não estejam disponíveis no site da Câmara Municipal do Seixal. Face à normal vida dos cidadãos, e às inerentes dificuldades em se deslocarem à CMS, a verdade é que a discussão pública destes planos poderá não ser efectiva, o que se consubstancia numa subversão do sistema de democracia participada.

4 comentários:

Ponto Verde disse...

Em sintonia,pois é tb. o tema do dia no a-sul. A crer no anunciado com o PP da Torre da Marinha e os recentes avisos de alteracão do PDM para a zona ribeirinha da Amora , mostra que a quase totalidade da envolvente da Baía está em avaliacão e em alteracão ... mas como é discreta e inexistente essa divulgacão...onde estão os projectos publicados na imprensa regional ou no boletim, ou no site da CMS?

Onde estão outdoors no local a mostrar e explicar o que pretendem fazer ?

É que é SÓ a envolvente da Baía e os terrenos que ali ainda exitem que estão em causa!!!

Anónimo disse...

Bom todos os planos foram atempadamente por mim divulgados por mim aqui e na revolta e no HKT

Daniel Geraldes disse...

Esta CM tapa os canais todos de comunicação, bendita blogosfera.

Ana disse...

Outdoors? Estão malucos?

Se a Câmara pusesse outdoors por causa do plano de pormenor caia-lhe tudo em cima por má utilização de fundos públicos.

Quanto à disponibilização dos documentos no site da Câmara, acho boa ideia. Mas daí a dizer que é um atentado à democracia vai um exagero tremendo... dá ideia que se agarram a qualquer coisinha para atacarem. Como se há uns anos atrás, sem net, os projectos não tivessem sido discutidos publicamente.