domingo, maio 11, 2008

Interesse Público II

Na edição deste fim-de-semana, no Jornal Semanario Económico, ficou-se a saber as 43 autarquias que concorreram ao programa lançado pelo Governo, destinado ao pagamento das dívidas de curto prazo contraídas pelas autarquias.

O Programa Pagar a Tempo e Horas caracteriza-se por 40% do montante pedido seja financiado pela DGTF (Direcção Geral do Tesouro e Finanças ) e 60% por uma entidade bancária á escolha do município. Só no caso do valor total das candidaturas exceder o montante maxímo aprovado,neste orçamente de estado, de 375 milhões de euros o restante montante terá de ser aprovado por rateio.

Já num post anterior, a JSD Seixal , tinha levantado esta questão no intuito de saber qual o passivo consolidado da CM Seixal, e qual o PMP (prazo médio de pagamento) da autarquia aos seus fornecedores.
E exigimos saber o porquê da não aderência da CM Seixal a este programa que podera resolver eventuais problemas de liquidez e de má gestão financeira de que a CM Seixal têm sido vitima,para alem do mais visto que a propria assembleia muncipal já foi vitima de violência por parte de um fornecedor da CM Seixal por esta não ter tido a dignidade de cumprir as obrigações a que estava submetida.
E tendo em conta que estamos numa fase em que os bancos internacionais e nacionais se encontram com problemas de financiamento nos mercados internacionais, devido á crise do subprime nos EUA, e que leva ao aumento do consequente spread aplicado nas suas transacções comerciais que por sua vez leva ao aumento dos custos de financiamento.
Assim sendo,é lamentavel saber que este executivo escolhe sempre o caminho mais errado para resolver os problemas dos municípes do Seixal.

Sem comentários: