segunda-feira, dezembro 28, 2009

Balanço JSD Seixal - 2009

Findo o presente ano, é importante fazer um balanço daquele que foi o trabalho da JSD Seixal no ano de 2009. Convém antes de mais, referir que 2009 foi um ano atípico, como qualquer cidadão se terá apercebido. Houve três eleições, das quais as eleições Autárquicas a JSD Seixal esteve intensamente ligada. O trabalho da JSD pode desta forma ser divido em duas fases.

Numa primeira fase, foi elaborado um trabalho incisivo sobre aquilo que a JSD acredita ser o interesse dos Jovens no Concelho, como tal, entre Janeiro a Março, foi trabalho da JSD Seixal:

  1. Apresentação em Assembleia Municipal da proposta de criação de Bolsas de Estudo para alunos do Concelho – Proposta Chumbada pela maioria CDU.
  2. Apresentação em Assembleia Municipal da proposta de Criação de um Espaço de estudo 24horas - Proposta Chumbada pela maioria CDU.
  3. Apresentação em Assembleia Municipal da proposta de comparticipação do passe para alunos universitários ( Proposta anterior à comparticipação dada pelo governo) - Proposta Chumbada pela maioria CDU.
  4. Campanha de outdoors relativos ao abandono dos Jovens do Concelho por parte do CDU
  5. Campanha de Flyers em Estações de Comboios e Barcos
  6. Visita às escolas do concelho
  7. Processo de integração de novos militante
  8. Reestruturação do site da JSD Seixal.


Em inicio de Março, após ponderação por parte da comissão politica, a JSD Seixal ficou afecta à campanha autárquica do PSD. A JSD incorporou o PSD Seixal, para desta forma, poder dar o seu contributo.

Foram membros da comissão de campanha: Nuno Poças, Miguel Pina Martins, Daniel Geraldes, Pedro Correia de Sousa, Filipa Esteves e João Prelhaz. Incorporados nas equipas para as juntas de freguesia ficaram: Daniel Geraldes, Luísa Gama e Bruno Vasconcelos – Freguesia da Amora. Pedro Correia de Sousa e Cristina Vargas – Freguesia do Seixal. Filipe Farinha e Marlene Pires – Freguesia de Corroios. Filipa Esteves – Freguesia de Arrentela. João Prelhaz – Freguesia de Paio Pires. Nas equipas municipais ficaram: Nuno Poças e Mauro Santos (Assembleia Municipal) e Miguel Pina Martins (Câmara Municipal).


Durante os meses decorridos entre Março e Outubro, foi trabalho elaborado pelos membros da JSD Seixal, como parte activa da campanha autárquica do PSD:

  1. Elaboração de programas e estratégias para as freguesias em que os respectivos membros se inseriam.
  2. Presença em todas as acções de campanha e reuniões efectuadas.
  3. Gestão e Manutenção do Site de Campanha do PSD.
  4. Gestão da Campanha Autárquica do PSD Seixal
  5. Elaboração de propostas e planos de acção a decorrer no período de campanha
  6. Elaboração do todos os flyeres de Campanha.
  7. Elaboração gráfica dos Outdoors de campanha.
  8. Elaboração dos Mini-Outdoors
  9. Elaboração do Site http://www.mudarseixal.com/
  10. Elaboração do Grafismo do Programa de Câmara
  11. Elaboração Integral do Programa para a Junta de Freguesia do Seixal e Junta de Freguesia da Aldeia de Paio Pires
  12. Colaboração na elaboração dos restantes programas
  13. Elaboração do Grafismo para Jornal de Campanha.
  14. Mobilização para todas as acções de campanha.
  15. Participação nos debates promovidos pela Radio e Jornal.
  16. Participação em todos as eleições com membros nas mesas de voto.
  17. Elaboração dos Vídeos de Campanha.

O trabalho elaborado pela JSD Seixal, e o seu contributo para a campanha, foram recompensados pois a JSD é a juventude partidária melhor representada nas assembleias do concelho.

.
Por fim, gostaria apenas de afirmar que o ano de 2010 será certamente um ano de trabalho, para o qual a JSD se encontra preparada para dar o seu melhor e defender os Jovens do concelho.

Resta-me dar os Parabéns à JSD Seixal e desejar a todos os nossos leitores, um Bom Ano 2010.


Ensino no Seixal

Escola da Arrentela espera há 13 anos por novo quadro eléctrico


Os professores de uma escola básica de Arrentela, Seixal, reclamam com urgência um novo quadro eléctrico e aquecimentos alegando que não há condições para os alunos estudarem com temperaturas baixas.

Professores da escola básica N. 1 de Arrentela, Seixal, disseram, quarta-feira num sessão pública na câmara do Seixal, que há 13 anos que pedem um quadro eléctrico com capacidade para suportar aquecimentos, recordando que não têm condições para "exigir a crianças de seis anos que trabalhem com 6 e 8 graus às oito da manhã".

"Com o frio que tem estado e logo às oito da manhã é impossível pedir aos alunos para tirarem as luvas e os gorros", lamentou a professora Mariana Casquinho durante a sessão pública.

Há mais de uma década à espera de um novo quadro eléctrico, a coordenadora do agrupamento de escolas de Arrentela considera "inadmissível que os técnicos da câmara municipal já tenham visitado a escola algumas vezes para estudarem o quadro eléctrico e o problema subsistir há 13 anos".

Em resposta, a vereadora da Educação na Câmara do Seixal, Vanessa Silva, afirmou que "na última sessão de câmara já tinham sido aprovadas verbas para a realização das obras previstas para a escola".

Descontente com a resposta, Mariana Casquinho adiantou que "há uma semana atrás a escola não foi fechada pelos pais dos alunos porque os professores se opuseram e prometeram dar-lhes uma resposta concreta por parte da câmara municipal".

"Será que é assim tão difícil colocar-se um quadro eléctrico capaz de dar resposta às necessidades daquelas crianças?", questionou a docente.

O vereador do Urbanismo, Jorge Silva, explicou que a escola funciona num edifício antigo, onde se torna mais difícil instalar um novo quadro eléctrico.

"É com grande tristeza que venho aqui reivindicar estas necessidades básicas que as crianças precisam para aprender, porque inclusive, levei um aquecedor de minha casa para poder minimizar o mal estar dos meus alunos, mas tive que o desligar porque o quadro não aguenta e dispara", repudiou a professora.

In "lusa"




quinta-feira, dezembro 24, 2009

Boas Festas


quarta-feira, dezembro 23, 2009

Boas Festas

A JSD Seixal deseja a todos os militantes, amigos e respectivas famílias um Feliz Natal e um Próspero Ano de 2010.

quarta-feira, dezembro 09, 2009

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Grandes..


Francisco Sá Carneiro


Adelino Amaro da Costa


quarta-feira, novembro 25, 2009

Porque hoje é 25 de Novembro.



A democracia e a liberdade celebram-se hoje.

25 de Novembro

Hoje respira-se Liberdade.

terça-feira, novembro 24, 2009

Assim se vê quem realmente é a favor do Hospital do Seixal

Governo “quebra compromisso” com hospital do Seixal


Luís Rodrigues, deputado do PSD, acusa o actual Governo de “quebrar o compromisso” com os portugueses, a propósito da promessa de construção do novo hospital do Seixal. O deputado social-democrata exige do Governo “uma clarificação” pelo facto de o primeiro-ministro, José Sócrates, não ter referido “sequer a intenção de construção do hospital” durante o seu discurso de apresentação do programa do Governo, na Assembleia da República. “José Sócrates mencionou vários hospitais em construção e outros ainda a concretizar, não tendo referido o do Seixal”, reitera.


“O PSD tem vindo constantemente a denunciar o problema do Sistema Nacional de Saúde no distrito de Setúbal, nomeadamente a incapacidade de resposta do hospital Garcia de Orta para os cerca de 350 a 400 mil habitantes”, salienta. Assim, Luís Rodrigues considera “imperativa” a construção do novo hospital do Seixal, cujo processo diz ter passado por “avanços muito pequenos e, aparentemente, apenas assumidos por pressões políticas”.

Segundo Luís Rodrigues o processo, aprovado pelo ministro Correia de Campos, esteve parado “até à data de realização das eleições legislativas de 27 de Setembro”, tendo o Governo, “no final do mandato”, elaborado o programa funcional que não incluía internamento e urgências. O programa, “que não era razoável pois mais parecia um projecto de um grande centro de saúde”, foi depois alterado pela ministra da Saúde Ana Jorge, “após uma grande contestação pública e durante a pré-campanha para as eleições autárquicas e legislativas”.

Luís Rodrigues diz existir assim “uma grande contradição entre o que foi assumido pelo anterior Governo, com o mesmo primeiro-ministro e a mesma ministra da Saúde”. O deputado social-democrata destaca que a promessa teve como base um acordo com a Câmara Municipal do Seixal, tendo sido avançada a data de 2012 para a conclusão do hospital. Luís Rodrigues salienta que, para a conclusão acontecer nesse ano, “o concurso terá que ser lançado em 2009”, data que “ ainda é viável, mas se houver uma nova terá necessariamente que ser também esclarecida”.

De acordo com o deputado, o PSD pretende assim “que o governo se justifique perante a omissão do primeiro-ministro e clarifique questões como as do modelo de construção e gestão definidos para o hospital”. Ainda assim, preferiu não comentar se o esquecimento do primeiro-ministro terá sido mero lapso ou se terá tido outra intenção. Até ao momento, a Câmara Municipal do Seixal não se pronunciou sobre o assunto.

Mais impostos: importa-se de repetir?..cronica do Pedro Santos Guerreiro

Há um ano, o País agitava-se: é melhor mais investimento público ou menos impostos? O secular dilema parece resolvido: Portugal prepara-se para fazer menos investimento público e cobrar mais impostos. Hã?Ahã. Aumento de impostos por restrição orçamental. Redução de investimento público por constrição política. Mas a matemática falha: menos por menos não dá mais.Os impostos não vão subir, promete Teixeira dos Santos. Mas hão-de subir, avisa Constâncio. Ambos dizem verdade, mas apenas um não engana. Défice de hoje é impostos amanhã. Tem-no sido sempre.Era inevitável. A "revelação" das novas previsões do défice, da dívida pública, do limite de endividamento só surpreende quem não lê jornais. Nesta coluna, como noutras, escribas foram sendo chamados de bota-abaixistas sempre que faziam contas. Sempre que apontavam o dedo para o rei nu. Sempre que se indignavam com a irresponsável ausência do tema Finanças Públicas das campanhas eleitorais.Portugal terá este ano um dos maiores défices desde os anos 80. E escala a maior dívida pública de sempre. Só em juros, o País paga este ano mais de cinco mil milhões de euros. Mais do que o Estado investe. Só em juros, sem contar com amortização da dívida. E vai piorar: porque o "stock" de dívida continua a aumentar, subindo quase 25 pontos percentuais do PIB em três anos; e porque as taxas de juro subirão. Como se paga isto? Paga-se impostos. Não para investir. Para pagar dívidas. As receitas podem voltar a subir com a economia. Mas quanto tempo demorará? Elas caem mais de 13% este ano. Vai ser preciso subir 20% para chegar ao mesmo nível.A culpa é da crise, claro. Mas também daqueles que a não quiseram ver. Incluindo os que, no Governo, apresentaram, há um ano, o Orçamento do Estado mais expansionista da década: um Estado generoso, que distribuía benefícios por empresas, bancos, funcionários públicos, famílias. E, jurava-se, o mesmo défice.E agora? Agora, os senhores deputados deviam estar concentrados em tirar-nos disto. Preferem estar focados em tirar de lá o PS. É mais fácil mandar um Governo abaixo que pôr uma economia em cima. A paralisia prometida pela Oposição tem esse fito.Os devaneios acabaram. Durão prometera baixar impostos de supetão (e aumentou impostos), Sócrates propusera investimento tecnológico (e aumentou impostos). Sócrates propõe agora fazer investimento (e aumentará impostos). Não há mais choques chiques, há um cheque para as Obras Públicas. Eis toda a política económica.Não bastava os espanhóis virem cá mostrar quem manda e informarem-nos da suspensão unilateral da linha de TGV Porto-Vigo. Também a Oposição promete chumbar o que puder e complicar o que não puder. A privatização da ANA e o aeroporto. As estradas. As portagens nas SCUT. A Alta Velocidade. O terminal de contentores.A instabilidade da maioria parlamentar e a bomba-relógio das escutas do "Face Oculta" dão à Oposição a expectativa de queda do Governo. E ao Governo a oportunidade de cair para melhor. E enquanto os políticos olham com paus na mão para o cântaro suspenso cheio de doces, os governados esvaziam a paciência, os bolsos - e a esperança.Vamos repetindo os aumentos de impostos esperando que, um dia, o desenvolvimento económico trate do problema. Como às crianças, dizemos-lhe "cresce e aparece". E nada acontece.

sábado, novembro 21, 2009

Morreu Jorge Ferreira




Jorge Ferreira, antigo líder parlamentar do CDS-PP e fundador do PND, faleceu esta manhã, aos 48 anos, vítima de doença prolongada.
Jorge Ferreira era advogado de profissão, tendo a par dessa actividade sido líder parlamentar do CDS-PP entre 1996 e 1998. Durante a liderança de Manuel Monteiro no partido foi ainda vice-presidente dos democratas-cristãos, o que prolonga uma ligação com o mesmo, que vinha já desde a Juventude Centrista e culmina em Novembro de 2003 com a fundação do PND (Partido da Nova Democracia).
A política nacional está de luto.

As mais sinceras e sentidas condolências da JSD SEIXAL para a sua familia.

sexta-feira, novembro 20, 2009

TNT




Chama-se trinitrotolueno e encontra-se nalguns furos de captação de água no Seixal.

quinta-feira, novembro 19, 2009

Porque já é habito...

Tal como o a CDU Seixal afirma:" A Insegurança no Seixal é um mito"


Detidos dois membros de um gang por suspeitas de roubo, sequestro e violação

A Polícia Judiciária deteve dois jovens, de 18 e 19 anos, suspeitos de pertencerem a um gang acusado da prática de vários crimes de roubo, sequestro e violação.

A área de actuação do gang era a margem Sul do Tejo e o modus operandi, bastante elaborado.

Primeiro, simulavam um acidente rodoviário, provocando pequenos embates traseiros em viaturas transportando vítimas do sexo feminino.

Depois, «ao saírem das viaturas, as vítimas eram violentamente abordadas e transportadas para locais ermos e obrigadas a divulgar os códigos dos cartões de débito».

Além de levantarem o dinheiro das vítimas, os membros deste gang violavam algumas delas.

Segundo a Polícia Judiciária, dos restantes membros do gang, «dois encontram-se já em prisão preventiva e outro, em razão da idade, está sob jurisdição do regime tutelar de menores».

Quanto aos dois agora detidos, vão ser presentes no Tribunal do Seixal para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.

terça-feira, novembro 17, 2009

O tema de sempre

Admito, podem chamar o que quiserem, falar mal dos “jotinhas” , dizer que não temos noção da realidade e não conhecemos o concelho, enfim a quantidade de disparates que se ouve por aí e que todos nós sabemos que valem tanto quanto os depósitos no BPP, mas no fim a razão…essa continua do lado da JSD do Seixal.

Depois da noticia dos desacatos no Bairro da Jamaica, agora temos mais um “mito” da insegurança no concelho:

“Perseguição da PSP fere polícias e bebé

Os três agentes já tinham sido chamados a travar dois tiroteios de gangs rivais no Seixal, pelas 21h15 de domingo. Um na Arrentela; logo a seguir na avenida Marcos Portugal, Amora. E, neste último, por entre a confusão, uma carrinha BMW escapou a alta velocidade com um grupo armado em direcção ao Seixal. Logo atrás, o carro-patrulha da Divisão da Torre da Marinha da PSP no seu encalço – até que se envolveu num acidente com quatro automóveis, provocando cinco feridos, entre eles um bebé que seguia de carro com a mãe.

O combate à noite de violência na Margem Sul acabou assim em plena avenida Afonso Costa, também na Amora. A meio da perseguição, a condutora de um Opel Corsa não se apercebeu da marcha de urgência accionada pela PSP e virou à esquerda num cruzamento "sem assinalar a mudança de direcção", garante fonte policial.

O carro-patrulha bateu-lhe, o condutor da PSP perdeu o controlo, despistou-se e seguiu-se um autêntico rasto de destruição. Um poste de electricidade foi arrancado e caiu sobre o passeio. Mais três carros que estavam estacionados foram atingidos pelo carro-patrulha desgovernado. Resultado: os três agentes e a outra condutora tiveram de ser transferidos para o Hospital Garcia de Orta, em Almada – enquanto um bebé de meses, filho da condutora, foi assistido no local, encontrando-se bem.

As outras quatro vítimas sofreram escoriações na cabeça e nos membros, mas já tiveram alta. Enquanto isso, o grupo armado na carrinha BMW escapou. Ao que o CM apurou, durante o dia de ontem não foram feitas quaisquer detenções.”

Numa época em que já ninguem acredita na classe politica, numa época que desde a gestão municpal ao governo não há Homens que inspirem uma região, não há quem inspire uma nação. Ouve-se falar que já não há desígnio nacional, mas também não é menos verdade que não há quem valha a pena acreditar. Temos Primeiros-Ministros, Ministros, Secretários de estado, deputados, Prés. De Câmara, sem visão, sem vontade e com agendas próprias.

Numa época em que Portugal está numa abstinência de valores e de ideais motivados principalmente pela descredibilização de quem representa esses ideais, é importa saber que nem sempre foi assim, e que apesar de tudo, há esperança numa nova geração capaz de por os interesses públicos, os interesses da nação à frente dos interesses próprios. Uma geração competente e capaz, uma geração que volte a fazer Portugal acreditar.

Até esse dia, e tendo em conta que ontem, dia 16 de Novembro foi o aniversário da sua morte, penso que faz todo o sentido, mostrar aquele que na minha opinião foi uma das mais importantes figuras na História de Portugal num passado recente.

“Com grande carácter, vontade forte e ousadia extrema, Duarte Pacheco revoluciona Portugal nas mais diversas áreas: obras públicas, transportes e comunicações, assistência, ensino e cultura. Marca de forma decisiva “não apenas a imagem da Lisboa do seu tempo mas também a do País”, refere o deputado João Soares, no livro “Evocar Duarte Pacheco no Cinquentenário da Sua Morte”. “A sua personalidade e espírito empreendedor foram marcados por uma vontade de modernidade, em contradição com as circunstâncias da época em que viveu”, acrescenta.

Duarte Pacheco nasceu em Loulé em 19 de Abril de 1900. Aos 14 anos já tinha perdido a mãe e o pai, ficando sob a tutela do irmão mais velho, Humberto Pacheco. Ao longo dos estudos demonstra sempre elevado nível de intelectualidade e em 1917 ingressa no recém-criado Instituto Superior Técnico (IST). Seis anos depois termina o curso de Engenharia Electrotécnica com a classificação de 19 valores. Pouco depois, é convidado para professor de Matemáticas Gerais no Instituto e em 1927 é nomeado director do IST. No ano seguinte foi convidado para ministro das Obras Públicas. Abandona o governo em 1936 mas voltará em 1938 a ocupar cargos políticos, aceitando ser presidente da Câmara Municipal de Lisboa, seguindo-se o regresso ao ministério das Obras Públicas nesse mesmo ano.

Duarte Pacheco debateu-se contra forças insondáveis e, como um velho urso, soube fintar muito bem os constrangimentos do regime. Na paz sonolenta de então, conseguiu deixar a sua marca. “É um congregador”, afirma o arquitecto José Manuel Fernandes. “É um ministro que se submete ao governo salazarista, mas que consegue uma liberdade de acção e inovação extraordinárias.” Propõe e faz. “Reorganiza o urbanismo de Lisboa, que estava desorientado, avança com auto-estradas, cidades universitárias, grandes parques da cidade, e consegue seduzir e motivar os arquitectos para fazerem o melhor possível.” Pacheco tinha algo de utópico, mas soube reunir à sua volta um núcleo de prestigiados arquitectos e engenheiros que deram forma aos projectos a que se foi dedicando.

Outro mérito de Duarte Pacheco foi “comprar terrenos para fazer Alvalade, ainda hoje considerado um dos melhores espelhos urbanísticos de Lisboa”, lembra o arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles. Concretiza uma “obra pública” através do investimento em grandes espaços de território. “Hoje não se faz isso. Procura-se fazer um ‘puzzle’ de investimentos, cada um financeiramente rentável, sem ligação entre eles. E, depois, temos o caos total nas nossas cidades periféricas, o afogar da zona histórica e o abandono da agricultura.”

Portugal deve-lhe a modernização dos serviços dos correios e telecomunicações e a revolução do sistema rodoviário. Duarte Pacheco “soube aproveitar o poder de que foi investido para servir o seu país”, escreve Maria de Assunção Júdice, no livro “Evocar Duarte Pacheco no Cinquentenário da Sua Morte”.

Foi o impulsionador do grande salto qualitativo da engenharia portuguesa. O Aeroporto de Lisboa, a renovação do IST e o Parque de Monsanto também fazem dele uma referência obrigatória. “O Parque, que é hoje o pulmão da cidade de Lisboa, é concepção, execução e paixão de Duarte Pacheco”, garante João Soares.

Devoto ao trabalho, o governante tinha a missão de cuidar da cidade com dedicação, amor e disponibilidade permanente. Mas “o que resta da sua acção é mais do que isso: é o exemplo de como a modernidade é sempre factor de progresso e de como a qualidade não é incompatível com o viver na cidade”, sintetiza João Soares, no mesmo livro. Duarte Pacheco morreu num acidente de viação em 1943.”

É a diferença entre quem alia a competência ao orgulho de servir o País, e exemplos como os que têm vindo a ser denunciados neste e em muitos outros blogues.

O País está farto, está farto de face ocultas, de freeports, de BPN’s , BPP’s, de escândalos de pedofilia, de cursos tirados ao domingo, de amigos que são nomeados para isto e para aquilo, de urbanismo desenfreado, câmaras mal geridas, de casos Felgueiras, de apitos e sacos de todas as cores, formas e feitios, o País está farto… O País está farto que o façam passar por parvo..porque muito embora maior parte das vezes não se diga nada…a verdade é que tudo é notado e fica registado.

segunda-feira, novembro 16, 2009

Para uma Câmara Comunista


até que não está nada mal. Até vamos ter direito a um campo de golfe em Fernão Ferro, e uns candidatos a "caddies" pelo Concelho é o que não vai faltar. Mas o que eu gostava mesmo,era que o estudo de impacto ambiental estivesse mesmo disponível e à vista de todos, e não nestes subterfúgios de disponível no site da CCDR LVT. (Comissão coordenação de desenvolvimento regional de Lisboa e Vale do Tejo).

Se alguém o achar, diga-me onde é que ele está disponível que eu não o encontrei. Agradecido.

sábado, novembro 14, 2009

E a violência no concelho continua...

"Seixal: Três detidos por disparos contra a PSP

A divisão da PSP do Seixal deteve, na manhã de sábado, três pessoas, por disparos efectuados contra agentes daquela força de segurança.

De acordo com a subintendente Isabel Canelas, citada pela edição online do ‘i’, os tiros contra os polícias da Equipa de Intervenção Rápida (EIR) do Seixal foram disparados quando os agentes prestavam auxílio a dois cidadãos feridos com armas de fogo.

Esse tinha sido, aliás, o motivo da deslocação dos agentes da EIR ao bairro da Jamaica, no Seixal.

Quando chegaram ao local, os agentes da EIR encontraram duas pessoas baleadas no ombro e nas pernas, tendo chamado os meios de socorro para os transportar ao hospital.

No entanto, a acção dos polícias foi interrompida por tiros de armas de fogo, disparados por um grupo de cerca de 20 a 30 indivíduos que se encontravam num prédio junto ao local.

Para repor a normalidade, a EIR teve que utilizar armas de ordem pública e fez disparos de shotgun.

Foi ainda pedido um reforço à divisão da PSP de Almada e à Unidade Especial de Polícia através do Corpo de Intervenção, Grupo de Operações Especiais e Grupo Operacional de Cinotecnia.
Além dos três detidos, duas outras pessoas foram identificadas por estarem envolvidas nos desacatos e por terem injuriado os agentes.

Segundo Isabel Canelas, já foi «reposta a ordem pública» no bairro."

Gostava de saber o que os comunistas têm a dizer desta situação, tendo em conta que para eles isto nada existe, sendo obra dos jornais capitalistas! E já agora, tinha o prazer de saber o que a candidata do BE Almerinda Bento tem a dizer sobre o ocorrido no bairro "pacato e com gente calma"!

quinta-feira, novembro 12, 2009

A CDU Seixal e o Ensino

Ranking Escolas Secundárias 2009



305| Escola Secundária Alfredo dos Reis. Silveira

363| Escola Secundária João de Barros

445| Escola Secundária Manuel Cargaleiro

508| Escola Secundária da Amora

530| Escola Secundária José Afonso

Foi com tristeza que ao ver a lista do ranking das escolas secundárias em 2009, dei por mim, mais uma vez, a encontrar as escolas do concelho em lugares pouco prestigiantes.

Este tema é sensível. Sei que os valores obtidos pelas escolas do concelho não se devem à falta de capacidades dos alunos do concelho, não acredito que seja pela falta de qualidade do corpo docente, nem pela falta de infra-estruturas afectas ao ensino.

Existe na minha óptica, não uma causa, mas sim um conjunto de factores que interligados resultam no desfasamento entre a qualidade de ensino que se aspira para o concelho e os resultados reais. (Antes de mais, sei admitir que estes valores estão minorados uma vez que existe uma grande quantidade de alunos “externos” a realizar provas e consequentemente a fazer baixar as médias das escolas todos os anos, não obstante, também as outras escolas os têm e como tal, a posição relativa entre elas não iria ser alterada)

Passarei a enunciar alguns dos factores que acho pertinentes para explicar estes resultados: (MAIS)

segunda-feira, novembro 09, 2009

O fim do comunismo



O início do fim do comunismo na Europa, faz hoje 20 anos. Este acontecimento ainda não chegou ao nosso concelho...

quinta-feira, novembro 05, 2009

XVII Festa da Gastronomia do Seixal

“De 15 de Outubro a 30 de Novembro, os restaurantes do Seixal vão competir entre si para criar a melhor entrada, o melhor prato principal, a melhor sobremesa, o melhor prato tradicional, o melhor serviço e, como não podia deixar de ser, o melhor restaurante. Quem fica a ganhar são os visitantes que deixem os seus palatos navegar pelos estabelecimentos aderentes à XVII Festa da Gastronomia do Seixal.

São cerca de vinte restaurantes, cerca de vinte ementas diferentes a degustar. O júri é composto por chefs e entendidos como Celeste Cavaleiro e Irene Gonçalves, um representante da Associação de Comércio e Serviços do Distrito de Setúbal e outro da Câmara Municipal do Seixal. Mas os munícipes também têm uma palavra a dizer. São eles que atribuem o Prémio Munícipe.

A iniciativa oferece ainda workshops de culinária: Cozinha com Paladares no Masculino, para futuros donos de casa, e Mini-Chefs, para crianças.

Consulte a listagem dos restaurantes participantes, bem como as receitas que cada um apresenta a concurso, no site da Câmara Municipal do Seixal.”

Uma iniciativa interessante embora com uma divulgação medíocre, espero que seja capaz de atrair alguns curiosos ao Seixal


terça-feira, novembro 03, 2009

Tratado de Lisboa aprovado




Ao completar a ratificação do Tratado de Lisboa por parte da República Checa, Vaclav Klaus remove a última barreira à sua entrada em vigor. Após 1 ano e meio e várias presidências depois, o Tratado irá ser aplicado a partir de 1 de Dezembro.

Ver mais aqui e aqui.

segunda-feira, novembro 02, 2009

Não me vou pronunciar

sobre o que se passa em Fernão Ferro, mas é simpático ver a CDU e os seus partidários aflitos. Tambem folgo em ver que, mais do que os Partidos, as gentes da terra estão mesmo a defender Fernão Ferro, que a política fosse sempre assim.

quinta-feira, outubro 29, 2009

Assembleia de Secção

No próximo sábado, dia 31 de Outubro, irá realizar-se Plenário da JSD Seixal.

Bom trabalho!

Amanhã irão realizar-se as várias cerimónias de tomada de posse dos eleitos nas Assembleias de Freguesia.
Gostava de salientar o trabalho que a JSD desenvolveu nos últimos quatro anos, nos órgãos autárquicos e fora deles, em prol da população jovem e não só. Espero - e sei que assim acontecerá - que os novos eleitos da JSD nas listas do PSD continuem a desempenhar da melhor forma os cargos para que foram eleitos, honrando os votos de quem em nós depositou confiança, e também daqueles que decidiram livremente votar noutras forças políticas. A JSD, os seus militantes e dirigentes têm consciência da importância que é desempenhar um cargo público. Continuamos e continuaremos a bater-nos pelos interesses de todos, de acordo com as nossas ideias que julgamos serem as melhores. Sabemos que o que fizemos até hoje foi produtivo, embora outros tirem daí os seus louros. A reparação da estrada do Talaminho, a criação das bolsas de estudo e do cartão jovem municipal são bons exemplos do trabalho desempenhado pela JSD Seixal. Foram propostas rejeitadas pela maioria CDU e apresentadas pela mesma força política tempos mais tarde. Outras propostas foram e serão feitas pela JSD e pelo PSD que também serão recusadas pela CDU. É coisa a que infelizmente nos habituámos... Mas o que releva, sobretudo, é o facto de a JSD ter contribuído para a melhoria das condições de vida das pessoas. Mesmo sem louros, estamos de consciência tranquila.
Ao Daniel Geraldes, à Luísa Gama, ao João Prelhaz, à Marlene Pires, ao Pedro Sousa e à Filipa Esteves quero desejar votos de bom trabalho. Continuaremos todos na linha da frente por aquilo em que acreditamos. Porque a campanha para as autárquicas de 2013 já começou...

quarta-feira, outubro 28, 2009

Quando o Feitiço se vira...

O texto apresentado infra demonstra aquilo que a oposição no Seixal tanto se queixa, a dificuldade de passar a mensagem sentida pela oposição, é devida em grande parte à máquina propagandistica da CDU, não como partido mas sim como executivo da CMS. O mais grave, é que a própria CDU sabe reconhecer isso, e quando acontece como aconteceu em Sines... dá nisto:

"A CDU apresentou uma queixa à CNE na sexta-feira, contra a Câmara
Municipal de Sines, por esta alegadamente violar o “princípio da
neutralidade e da imparcialidade” relativamente “às forças concorrentes”
às eleições autárquicas.

A CDU baseia a acusação argumentando que o editorial do jornal municipal de Setembro “não é mais do que o programa eleitoral do Movimento Independente”, do qual o actual presidente da autarquia, Manuel Coelho, é o cabeça de lista.

“O editorial do boletim municipal de Setembro, assinado pelo presidente
da Câmara Municipal de Sines, nesta altura, não é mais do que o programa
eleitoral do Movimento de Cidadãos Independentes que ele próprio encabeça”,
acusou em declarações à Agência Lusa o candidato da CDU à presidência da
autarquia, Francisco Pacheco.

O líder da candidatura autárquica da CDU em Sines defende que “através da figura do Presidente da Câmara”, o Movimento SIM “está a utilizar bens públicos”, como “é o caso do boletim municipal e dos seus próprios trabalhadores para publicitar as suas
intenções para os próximos quatro anos”.

“O Movimento de cidadãos independentes SIM está a servir-se desse jornal municipal para propagandear as suas ideias, as suas intenções para os próximos quatro anos”, acusou.


Notícias Realmente Importantes

Enquanto existem concelhos com noticias que reportam para "Águas Contaminadas" , outros falam em projectos como este de Protecção do Lince Ibérico.


Felizmente aparecem notícias assim, verdadeiros projectos de protecção ambiental, de respeito pela Natureza. Silves é palco para este fantástico projecto!


terça-feira, outubro 27, 2009

Assim se vê a Jota do PC

Assim se vê a Jota do PC. Talvez a jovem seja mais uma admiradora confessa apenas e só da Festa do Avante.

Uma pergunta a todos os militantes e simpatizantes do PCP que frequentam este blog: Os senhores sabem o que foi o Gulag? Ou tambem desconhecem?

segunda-feira, outubro 26, 2009

Prioridades...


O casamento homossexual é prioridade deste governo!

A esquerda está feliz! Dado o estado actual do País, é caso para dizer: Gostava mais quando a sua prioridade era defender os trabalhadores...






(Nota: Imagem publicitária de uma Banda simplesmente Sublime.)







Eleições Autárquicas 2009 – Freguesia do Seixal

Antes de mais, queria endereçar os meus Parabéns ao António pela vitória alcançada, e deixar aqui expressa a vontade de colaborar com a lista eleita durante os próximos 4 anos, através de uma oposição consciente.

Aquela que é por excelência a Freguesia... ( Ler Mais Aqui - Na Secção "Blog" )

domingo, outubro 25, 2009

O PSD tem vindo alertar

Saiu a seguinte noticia no Correio da Manhã de dia 20
«Resíduos ameaçam águas - A associação ambientalista Quercus afirma que em Vale Milhaços, Seixal, há uma lagoa com "milhares de toneladas de resíduos perigosos, em terreno arenoso", próximo de habitações e que estará a contaminar as águas subterrâneas da zona. De acordo com Rui Berkemeier, especialista em resíduos, "trata-se de uma situação de descarga de resíduos de óleos industriais ao longo de muitos anos e que nunca foram removidos. São contaminantes cancerígenos, altamente tóxicos".
O vereador do Ambiente da Câmara do Seixal, Carlos Mateus, confirmou conhecer o problema, mas que a autarquia "sozinha não o consegue resolver". "José Sócrates, quando ainda era ministro do Ambiente, esteve no local e comprometeu-se a mandar limpar e descontaminar", afirmou. O Ministério do Ambiente rejeitou a existência de quaisquer "indícios de contaminação dos lençóis freáticos na região potencialmente afectada".»

Resta saber o que foi feito pela CMS para resolver este problema, ou se foi feita alguma coisa. E já agora porque foi conivente e permitiu que se despejasse em Vale de Milhaços os residuos perigosos.

sábado, outubro 24, 2009

Parabéns

Aproxima-se a tomada de posse...a JSD está de Parabéns! Embora os lugares do PSD sejam poucos, a relação Jovens/nº de lugares mostra que a JSD esta bem representada nos órgãos autárquicos.

É noticia que não sairá num Boletim Municipal mas é a prova de quem realmente aposta na Juventude.

A todos os Eleitos os votos de um bom trabalho. A população do Seixal sairá certamente a ganhar.

Força JSD!

quarta-feira, outubro 21, 2009

Ainda sobre o Seixal Graffiti

Não sou contra o apoio ao grafitti, pessoalmente reconheco que há um ou outro artista no meio...sou essencialmente contra a forma que a CDU arranjou para apoiar esta arte urbana.

Existem bons exemplos,deixo aqui um deles:



Porque não algo do género no Forum do Seixal? E já agora...podiam voltar a pintar o muro da Mundet de branco?

segunda-feira, outubro 19, 2009

São Escolhas

A JSD defende que apoiar a educação é mais importante que apoiar a arte do graffiti.
A CDU defende que o contrário.

Provas?

O orçamento para o Seixal Graffiti é maior que o orçamento para bolsas de estudo.

segunda-feira, outubro 12, 2009

Há eleições, mas tudo continua na mesma!

Dois agentes da PSP sofreram ferimentos ligeiros depois de uma madrugada de desacatos no "Bairro da Jamaica, no Fogueteiro (Seixal). A troca de tiros e o arremesso de pedras danificaram vários carros e janelas de várias casas.

Segundo o “Correio da Manhã”, o alerta foi dado cerca das 01h00 por alguns moradores que contactaram as autoridades, relatando tiros e barulho na rua. “Estiveram aí vários polícias, a tentar acalmar os ânimos, mas foram injuriados”, disse a testemunha, em anonimato. Uma outra testemunha contou que os desacatos continuaram depois de a PSP ter saído do local, prolongando-se até de manhã.

O morador lamentou as “sucessivas noites de terror” devido a ajustes de contas relacionados com a droga". Pode ler a noticia aqui.

Parece-me ter sido festejos a mais pela vitória comunista no nosso concelho...

O day after

Ontem no Seixal a população foi soberana, votou e decidiu premiar a CDU com uma maioria absoluta. Pessoalmente,sinto-me derrotado e desiludido.

Passei muitas horas dos meus últimos 6 anos dedicados â militância activa ao Concelho do Seixal, a interessar-me pelo Concelho,a pensar nas pessoas, a escrever propostas para o Seixal, a fazer a Câmara Municipal "dar o dito pelo não dito" para finalmente aprovar e reconhecer que tínhamos razão naquilo que queríamos para o Seixal.

E por isso não me conformo com este resultado.

Mas apesar de não me conformar também não significa que me vou resignar a uma evidência que ontem foi conseguida pelo poder dos votos. Vou lutar pelo Seixal e vou lutar para que daqui a 4 anos se altere esta política do betão, da construção em retalho e da falta de inteligência para alterar o modelo de receitas da autarquia.

A minha actividade política vai prosseguir, alem da militância activa no Seixal também na Assembleia de Freguesia da Amora, espero a todos dar conta do mandato para o qual fui eleito durante os próximos 4 anos.

Daniel Geraldes

sexta-feira, outubro 09, 2009

Domingo



Domingo é dia de votar.







Contamos contigo.




Vota na JSD, Vota no PSD, Vota na Mudança.


quinta-feira, outubro 08, 2009

A JSD/PSD TEM ROSTO




Miguel Pina Martins
24 Anos
Doutorando em Gestao no ISCTE
Presidente do Conselho de Adminisração da Science4you, S.A.
Presidente da Distrital de Setúbal da JSD
Candidato a Vereador na Camâra Municipal do Seixal - Nº3




Mauro Pinto dos Santos
24 Anos
Licenciado em Finanças pelo ISCTE
Auditor
Vice-Presidente da Distrital de Setúbal da JSD
Candidato à Assembleia Municipal do Seixal - Nº6

quarta-feira, outubro 07, 2009

A JSD sempre ao teu Lado

Defendemos os teus interesses na Rua e na Assembleia Municipal durante 4 Anos, pois entendemos que as campanhas não duram apenas 15 dias.

Estes 4 anos foram difíceis, com muito trabalho, com muita dedicação, muita luta, com algumas desistências, com muitas caras novas e acima de tudo com um carinho muito especial pelo nosso Seixal.

Foram 4 anos em que nem tudo foi perfeito, em que nem tudo correu como nós queríamos, e foram 4 anos em que aprendemos muito, mas em que demos o nosso melhor para honrar o mandato que nos foi dado pelos militantes da JSD e pela população do nosso concelho enquanto membro da Assembleia Municipal.

Obrigado a todos os que acompanharam a JSD nesta difícil luta.

Foram 4 anos passados a:

Defender o teu Cartão Jovem Municipal:



A exigir as promessas não cumpridas pelo PCP:


A defender a tua segurança:


A Defender o nosso Ambiente:


A Defender a reparação de estradas como o Talaminho e a entrada da Verdizela, a defender a criação de bolsas de estudo e de espaços para os jovens estudarem, a defender a limpeza da baía, a defender-te a ti, a defender o teu concelho, a defender o Seixal.


Dia 11 é o dia de todas as avaliações. Um dia para avaliar estes 4 anos.

Por isto Contamos contigo no Domingo, pois tu sabes que podes contar connosco para os próximos 4 anos.



Até breve,

Miguel Pina Martins

terça-feira, outubro 06, 2009

A JSD/PSD SEIXAL TEM ROSTO

Luísa Gama

Nasceu a 2 de Outubro de 1985 e desde sempre viveu na freguesia de Amora. Foi secretária da CPS da JSD/Seixal e Vice-presidente da Mesa da JSD. Actualmente é secretária da Mesa do PSD e Presidente de Mesa da JSD Seixal.


Licenciada em História, frequenta o Mestrado em História Moderna na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, participando em diversos projectos de investigação dentro da mesma área. Trabalha actualmente nos Arquivos Nacionais da Torre do Tombo.

Nos seus tempos livres a leitura é principal opção, não esquecendo as visitas pelo património histórico e cultural, o teatro e o cinema.

Entre muitas outras coisas, sonha com um concelho onde finalmente a cultura, a história e o turismo possam andar de mãos dadas. Com uma autarquia onde o executivo camarário valorize efectivamente uma história tão rica, um património tão diversificado e transforme o Seixal numa referência cultural e turística da zona ribeirinha do Tejo.

sábado, outubro 03, 2009

A JSD/PSD SEIXAL TEM ROSTO




João Prelhaz
Candidato a Presidente da junta de freguesia da Aldeia de Paio Pires





Nasceu em Lisboa, a 19 de Junho de 1977, e vive no concelho desde os seus três anos de idade, em Corroios. É casado e reside no concelho do Seixal desde os seus 25 anos.

Foi Vogal da JSD Seixal e Conselheiro Distrital da JSD de Setúbal. Nos seus tempos de estudante foi membro da assembleia de representantes do ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa) e da assembleia de representantes do IPL (Instituto Politécnico de Lisboa) e fez parte da secção desportiva da Associação de estudantes do ISEL/IPL


Sempre participou em diversas actividades do concelho do Seixal.

É licenciado em Engenharia Química pelo ISEL e encontra-se neste momento a finalizar o mestrado em Energia e Bioenergia na FCT/UNL.

Sempre desempenhou actividade profissional em diversas empresas do sector energético e é desde 2002 um quadro da Galpenergia, a energética portuguesa.

Sempre demonstrou um grande espirito empreendedor e colaborou na formação de várias empresas, em regime de part-time, sendo algumas deles, empresas reconhecidas e com valor no mercado nacional.

Nos seus tempos livres, gosta de ler, jogar futebol e é um praticante de mergulho com escafandro. Gosta ainda de assistir a espectáculos artísticos como teatro, concertos, ópera.

Elege a responsabilidade e o dinamismo como vectores principais na sua vida. Defende a lógica na exequibilidade dos projectos e desafios que aceita.

Como candidato à freguesia da Aldeia de Paio Pires, elege o emprego (através do aproveitamento dos poucos recursos existentes na freguesia), as acessibilidades (planeamento de alternativas viáveis para acessibilidade à freguesia) e a recuperação das tradições e património (recuperação da praça de toiros e dinamização do rancho e do teatro “São Vicente”), como prioridades na seu programa eleitoral. Promete empenhar-se ainda na criação da extensão de um centro de saúde na freguesia e mair apoio nas acções sociais.

sexta-feira, outubro 02, 2009

Daniel Geraldes - JSD TV

A JSD/PSD Tem ROSTO. Vote em quem dá a cara, vote na mudança, vote na juventude.

O Seixal merece Melhor!



Daniel Geraldes

Nasceu em Lisboa a 8 de Novembro de 1985 tendo vivendo desde sempre no Concelho do Seixal.

É uma figura incontrolável da JSD Seixal tendo sido Vice-presidente, Vogal e Secretário Geral da Estrutura durante vários anos.

Também um dos pilares da Distrital de Setúbal da JSD sendo membro desta há mais de 4 anos.

Uma figura de proa e um dos militantes com um futuro mais promissor dentro do PSD, tem tido o mérito de estar sempre a par de todos os temas de mais interesse para o nosso concelho e de os trazer para a praça publica e blogosfera


Finalista de Gestão na Universidade Lusófona. Desde há alguns anos a esta parte que a sua vocação tem sido para os mercados financeiros tendo estagiado em corretoras e estando neste momento em processo de criação do seu próprio Hedge Fund.

Jogador de Squash e Tenis nos seus tempos livres.

Um dos principais rostos da Mudança no Seixal e na Freguesia de Amora.

quinta-feira, outubro 01, 2009

A JSD/PSD SEIXAL TEM ROSTO


Pedro Correia de Sousa

www.mudarseixal.com
22 Anos
Estudante de Eng. Civil no IST
Vice-Presidente da JSD Seixal
Candidato a Presidente da Junta de Freguesia do Seixal

terça-feira, setembro 29, 2009

Daniel Geraldes


Daniel Joaquim Geraldes
Estudante de Economia
23 Anos
Secretário-Geral da JSD Seixal
Candidado à Assembleia de Freguesia de Amora - nº2

segunda-feira, setembro 28, 2009

A JSD/PSD SEIXAL TEM ROSTO

Nuno Gonçalo Poças
Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa
24 Anos
Presidente da JSD Seixal
Autarca na Assembleia de Freguesia da Amora desde 2005
Candidato à Assembleia Municpal do Seixal - nº4

Eleições

PS ganha sem maioria absoluta e CDS passa a terceira força

Socialistas perderam meio milhão de votos, mas ganharam. O PSD perde mas aumenta a bancada. O CDS e o BE disparam e até o PCP cresce

José Sócrates chegou a ser dado como politicamente ferido ou mesmo eventualmente morto, mas sobreviveu nas urnas e ganhou mesmo um novo fôlego. É certo que perdeu a maioria absoluta, mas a distância a que ficou do PSD, cerca de 7,5 pontos percentuais, é motivo mais que suficiente para cantar vitória eleitoral.

Com um Parlamento maioritariamente de esquerda - PS, BE e PCP somam quase 55 por cento -, à vitória dos socialistas soma-se uma subida histórica do Bloco de Esquerda (BE) e uma surpreendente e também histórica recuperação do CDS, que atinge um resultado que não conseguia há mais de duas décadas. Aliás, o CDS é o único partido cujos 21 deputados podem formar maioria com o PS, mesmo que os socialistas não elejam nenhum dos quatro deputados da emigração. Isto, além de os socialistas se poderem juntar ao PSD e reeditar o Bloco Central, o que tem sido afastado pelos dois partidos.

Quando ainda falta apurar os votos da emigração, que só serão conhecidos a 7 de Outubro, o PS obtém 36,56 por cento. Elege 96 deputados, longe dos 121 deputados de 2005, então com 45,03 por cento. Já no que se refere a votos está com 2.068.665 votos, quando nas últimas legislativas obteve 2.588.312 votos.

O PS perde assim cerca de meio milhão de votos e tem o pior resultado percentual desde que, em 1991, Jorge Sampaio perdeu as eleições para Cavaco Silva. A vitória do PS caracteriza-se ainda por este partido não aumentar o número de deputados em nenhum círculo eleitoral.

Ao perder a maioria absoluta, o PS terá de passar a negociar parlamentarmente os apoios de que precisa para governar e aprovar os Orçamentos de Estado. O líder do PS não abriu ontem o jogo sobre se irá governar sozinho ou procurar um acordo com outro partido parlamentar. José Sócrates, contudo, afirmou que vai ouvir os outros partidos e frisou a necessidade de estabilidade. Pelo que poderá tentar encontrar um parceiro para acordo de Governo - e aqui o CDS aparece como a força mais bem posicionada, até por questões aritméticas - ou para entendimentos parlamentares.

PSD, o derrotado

O grande derrotado da noite é o PSD, apesar de ter melhorado em relação aos resultados de 2005, tendo em conta que ainda falta apurar os círculos da emigração. Com 29,09 por cento e 78 deputados eleitos no território nacional, o PSD obteve 1.646.097 votos, quando em 2005 teve 1.653.425 votos finais (28,77 por cento e 75 deputados).

Apesar da recuperação, pois mesmo sem os círculos da emigração onde elege sempre, já aumentou a bancada parlamentar, o PSD perdeu em termos globais as eleições. Com uma liderança muito personalizada e com uma campanha feita em função desta líder, Manuela Ferreira Leite é assim a grande derrotada da noite eleitoral.

Os resultados do PS e do PSD somados dão cerca de 65 por cento do Parlamento, que é o mais baixo resultado eleitoral dos dois partidos do centro desde a década de 80, quando foi formado o PRD. Essa erosão do centro que leva ao fim do que a ciência política chama de tendência para a bipolarização do sistema surge em consequência da subida dos partidos médios: o CDS, o BE e o PCP.

A vitória de Portas

O CDS é um dos vencedores da noite e assume-se eleitoralmente de novo como a terceira força política na Assembleia da República. O CDS atinge os 10,46 por cento e elege 21 deputados com 592.064 votos no continente, o que é o seu melhor resultado dos últimos 24 anos, já que em 1985 elegeu 22 deputados e teve 9,96 por cento. Desde então só perdeu deputados. Até ter sido mesmo nos anos 90 o "partido do táxi", com bancadas de quatro e cinco deputados. O CDS voltou a eleger ou elege pela primeira vez em distritos como Braga, Coimbra, Faro, Leiria, Setúbal e na Madeira.

Ganhador também é o BE. Fica à frente do PCP e atinge o melhor resultado da sua história. Obtém 9,85 por cento e elege 16 deputados com 557.109 votos. Em 2005, o BE era a quinta força parlamentar com 6,35 por cento e elegeu oito deputados com 364.971 votos. O BE dobra desta forma a bancada e elege pela primeira vez em círculos como Aveiro, Braga, Coimbra, Faro, Leiria e Santarém.

Já o PCP fica em quinta força parlamentar. Mas consegue manter a percentagem de 7,88 por cento e aumentar em um o número de deputados, passado a quinze. Assim como crescer em número de votos, já que, mesmo antes de apurados os círculos da emigração, o PCP obtém 446.174 votos quando em 2005 teve 433.369 nos resultados globais.

Estes resultados foram condicionados pelo aumento da abstenção. Ontem não foram votar 39,4 por cento dos eleitores, quando em 2005 a abstenção foi de 35,74 por cento. É preciso, contudo, ter em conta que nestas eleições aumentou o peso dos eleitores-fantasma, por terem sido automaticamente recenseados todos os cidadãos inscritos no arquivo nacional de identificação, devido à criação do cartão de cidadãos. Ou seja, o aumento da abstenção pode não ser real. Em termos absolutos votaram ontem menos 70 mil pessoas.

domingo, setembro 27, 2009

Eleições Legislativas 2009

VOTA!

quarta-feira, setembro 23, 2009

Passagens de nível by Alberto Gonçalves

De acordo com a polémica do momento, e com a reacção socialista à polémica, parece ser ponto assente que o TGV é a linha (ferroviária) que separa a prosperidade colectiva da catástrofe certa. Se não houver TGV e ligação com Espanha, estaremos pelos vistos condenados a uma miséria que nem a Serra Leoa reconhecerá. Por mim, disponho-me a acreditar no dantesco cenário, e a aceitar que se espatife o dinheiro que não temos numa tarefa tão razoável quanto a nossa salvação. Só me resta perceber porquê, o que, nestas matérias, até é o menos relevante. Em primeiro lugar, há a questão dos "fundos" europeus, que talvez nos escapem se o TGV não avançar. Não percebo em que medida 389 milhões compensam os 8,3 mil milhões (fora derrapagens) que o projecto total custa. Em segundo lugar, há a questão de perdermos, metafórica e literalmente, o comboio da Europa. Não percebo de que Europa se fala: o TGV (e variantes) é exclusivo de meia dúzia de países, além de que Portugal, graças ao Pendular, já é um dos sete ou oito no continente (e 10 ou 11 no mundo) que possui alguma coisa aparentada à "alta velocidade". Em terceiro lugar, há a questão da utilidade. Não percebo a quantidade de aerofóbicos necessária para se preferir o TGV aos custos baixos e à rapidez das companhias aéreas low-cost. Em quarto e último lugar, há a questão dos autarcas fronteiriços que exigem o TGV em nome do desenvolvimento regional. Esta questão eu percebo. Claro que, apesar da fama, os autarcas não são boçais a ponto de imaginarem que o TGV pára em todos os apeadeiros como o comboio a carvão. Nem supõem que os passageiros à janela de uma carruagem a 300 km por hora garantam, por telepatia ou milagre, o progresso. A explicação encontra-se nas declarações que, há um par de anos, um presidente de junta prestou ao Correio da Manhã, todo satisfeito por lhe terem plantado um data de aerogeradores na freguesia. Dizia o senhor que as ventoinhas, "muito lindas", atraíam gente para piqueniques em seu redor. Eis, portanto, o que move os autarcas da província: multidões de turistas a merendar na contemplação do TGV. A tecnologia é assim sedutora, e eu próprio não resisto a estender uma toalha e a puxar do farnel sempre que deparo com um painel solar. Depois aparece a polícia e manda-me ir à minha vida. Entre nós, a resistência à modernidade ainda é imensa.

sexta-feira, setembro 18, 2009

Segurança?

É esta a segurança que o Presidente da Câmara nos fala e que a Presidente da Junta da Amora teima em dizer que é ocasional?


Não se esqueça logo

no âmbito das Eleições Autárquicas 2009, a realizar no dia 11 de Outubro de 2009, foram organizados uma série de debates a realizar em cada uma das freguesias e com a participação da assistência.


O próximo debate irá ter lugar na Casa do Povo, em Corroios, esta 6ª feira ( dia 18 de Setembro), às 21 horas, onde estará presente a candidata do PSD à Junta de Freguesia de Corroios.

Contamos com a sua presença.


Humor

Deixamos-vos um pouco de humor para animar o final de semana.





quarta-feira, setembro 16, 2009

Pedro Sousa



WWW.MUDARSEIXAL.COM


Debate Fernão Ferro

Deixo aqui o Post colocado no Blog "Pensar Seixal" escrito pelo Filipe Daniel Nunes sobre o debate de Fernão Ferro que decorreu na passada Sexta-Feira. Relembro a todos que hoje é o dia de Paio Pires. Agradecemos a disponibilização do texto pelo seu autor! Obrigado.

"Decorreu ontem sexta-feira (dia 11 de Setembro) o primeiro debate entre os candidatos às eleições autárquicas organizado em conjunto pelo Jornal do Seixal e a Rádio Baía.

A primeira freguesia foi a de Fernão Ferro e estiveram presentes candidatos do PCP, do PS, do PSD e do BE. Foi um debate animado por muitas pessoas presentes, sendo certo no entanto que na sua grande maioria directa ou indirectamente ligadas aos partidos políticos representados.

De acordo com o modelo seguido cada candidato fez uma intervenção inicial de cerca de 8 minutos tendo sido depois aberto um período de perguntas e comentários por parte da população presente.

Julgamos que o modelo apresentado não favorece muito a relação entre intervenção e candidato. Foram feitos, seguramente, mais de 20 intervenções, sendo que os candidatos apenas se pronunciaram no final. A nosso ver as respostas deveriam ser dadas com conjuntos de 3 a 5 intervenções.

No que concerne aos candidatos é importante esclarecer que nem todos estiveram ao mesmo nível.

Carlos Pereira, o actual Presidente da Junta de Freguesia (nas listas do PCP) não tem propriamente o dom da palavra e teve alguma dificuldade em passar a sua mensagem. Sendo certo que é o Presidente da Junta de Freguesia desde a criação desta – pelo que não se pode dizer que não tenha feito nada – limitou-se a referir um conjunto de promessas (maior parte delas promessas com umas barbas maiores que o Pai Natal) e a referir um conjunto de lugares comuns. Não é que não conheça a freguesia, mas tem pouca noção da verdadeira realidade da mesma.

No que concerne ao candidato do PS (que acabou por sair de ambulância em virtude de se ter sentido mal), este não esteve propriamente muito eloquente e teve alguma dificuldade em apresentar de forma clara as suas ideias. Seja como for, pareceu um homem ponderado e com capacidade e talvez tenha sido limitado pelo seu estado de saúde.

Já o candidato do PSD (Franklim Vinhas) apresentou um discurso bem construído e trabalhado e soube manter a plateia atenta às suas palavras. Notou-se perfeitamente que tinha feito o trabalho de casa e mostrou ser uma alternativa válida ao executivo PCP (note-se que o PSD tem sido consistentemente a segunda força mais votada na freguesia de Fernão Ferro).

Quando ao candidato do BE (Aniceto Correia), que se mostrou bastante confortável, com um discurso de improviso não deixou qualquer margem para dúvidas quanto ao facto de conhecer muito bem a freguesia e os seus problemas. Um discurso vivo e com o dedo sempre na ferida.

Fernão Ferro é uma freguesia com muitos problemas, decorrentes sobretudo da sua malha urbanística resultado de um espartilhamento anárquico do território. As AUGI’S (áreas urbanas de génese ilegal) são porventura o seu maior problema, mas a falta de equipamentos (escolas, pavilhões desportivos, cemitério, quartel dos bombeiros) condicionam decisivamente a qualidade de vida da população.

Na próxima quarta-feira (dia 16 de Setembro) o debate é em Paio Pires. Procuraremos também acompanhar a discussão e o debate de ideias e dar a conhecer a nossa opinião aos nossos leitores."

terça-feira, setembro 15, 2009

Comunicado de Imprensa

Cinismo do PCP


A JSD Seixal apresentou, em Julho de 2007, na Assembleia Municipal uma moção, por intermédio do seu Presidente em funções à data, Miguel Pina Martins, que visava a criação do Cartão Jovem Municipal, para o Concelho do Seixal.

Esta proposta foi veementemente condenada pela bancada da CDU, argumentando que “não era necessária e que o concelho do Seixal já apoiava muito os jovens”.

A CDU votou isoladamente contra esta proposta do Partido Social Democrata, que teve também a aprovação do Partido Socialista e do Bloco de Esquerda.


É, pois, com muita surpresa que vemos a Câmara Municipal apresentar agora o Cartão Jovem Municipal como sua grande proposta em plena campanha eleitoral. Sobretudo porque o faz quando há dois anos a bancada que a suporta na Assembleia Municipal encarou a medida como “desnecessária”.

O executivo da Câmara Municipal demonstra mais uma vez a sua arrogância e falta de sentido democrático, depois de ter feito precisamente o mesmo com a proposta da JSD/PSD sobre as bolsas de estudo.

A CDU chumba propostas da oposição para depois apresentar as mesmas ideias como suas. Isto é desonesto em qualquer parte do mundo.

A JSD vem, por isso, criticar e condenar veementemente a atitude da Câmara Municipal e da CDU/PCP pelos seguintes motivos:

  1. O PCP não respeita os partidos e os órgãos democráticos, que são uma grande conquista de Abril, rejeitando as propostas que vêm por parte do PSD/JSD na Assembleia Municipal e depois copiando as mesmas para a prática.
  2. Este executivo despreza por completo a Assembleia Municipal, no geral, e o grupo municipal do PCP em Particular pois a proposta foi chumbada graças à maioria deste partido.
  3. O PCP não respeita os órgãos democráticos pois coloca em prática aquilo que é rejeitado democraticamente pelos membros da Assembleia Municipal eleitos pela população do nosso concelho.
  4. O PCP faz política de forma hipócrita e cínica pois não é capaz de assumir que as propostas apresentadas pela JSD/PSD, nos órgãos autárquicos próprios, são positivas para o concelho, acabando por copiá-las algum tempo depois.

Apesar da crítica, é importante reforçar que esta proposta apresentada pela JSD em 2007 traz benefícios para os jovens do nosso concelho. E isso é o que realmente importa. É por isso que a JSD tem batalhado desde sempre, sem qualquer tipo de hipocrisia ou cinismo políticos.

P’la Comissão Política da JSD Seixal

segunda-feira, setembro 14, 2009

Recordar é viver

Agora que o Moinho de Maré de Corroios é vítima de oportunismo eleitoral por parte da CDU, convém lembrar certos factos.


Ora aqui está uma grande verdade!

A CDU criou no Seixal um Gulag financeiro, social e ambiental.

sexta-feira, setembro 11, 2009

Legislativas - Miguel Pina Martins

A JSD Seixal vem por este meio deixar-vos um vídeo feito pelo candidato a deputado na Assembleia da JSD pelo circulo de Setúbal.

Muito nos honra em seres do Seixal. Força Miguel




BIOGRAFIA

"Miguel Pina Martins nasceu em Lisboa a 8 de Janeiro de 1985 e os primeiros anos de estudo foram feitos no Seixal. Desde cedo que se interessou pela actividade financeira tendo também feito a sua escolha académica logo nos primeiros tempos de ensino secundário.

Determinado nas suas escolhas, ingressou no ISCTE no curso de Finanças no ano de 2002 o qual concluiu em 2007, tendo terminado o Mestrado em Gestão também no ISCTE com média de 16 valores em 2009. Actualmente frequenta o Doutoramento em empreendedorismo no ISCTE.

Desde cedo que a política e a possibilidade de encabeçar os seus próprios projectos foi algo que o cativou, tendo desde os dezoito anos liderado projectos concelhios e distritais tendo também sido eleito Deputado Municipal no Seixal aos vinte anos de idade.

Foi presidente da JSD Seixal durante 5 anos e é actualmente o presidente da JSD Distrital de Setúbal.

Foi esta necessidade de controlar em pleno a sua vida que o levou a sair da banca de investimento em 2007 e passar, aos vinte e dois anos, a liderar um projecto onde o centro das decisões seria o próprio.

A 30 de Janeiro de 2008 nasce oficialmente o seu último projecto empresarial, a Science4you S.A. ( www.science4you.pt ) empresa que se dedica à produção, desenvolvimento e comercialização de equipamentos científicos como brinquedos e material de laboratório."


quinta-feira, setembro 10, 2009

Comunicado de Imprensa PSD Seixal



O PSD Seixal vem desta forma expressar a sua preocupação com a Notícia que é hoje publicada no Diário de Notícias e que tem o título de "Autarca do PCP pode devolver 400 mil euros ao Estado".



Na óptica do PSD Seixal, as suspeitas que se levantam são muito graves e levantam uma névoa de dúvidas sobre toda a transparência na gestão da Câmara Municipal nos últimos anos, assente na pessoa do seu presidente Alfredo Monteiro.

Seria portanto fundamental que se pudesse desvendar toda a verdade sobre este tema antes das próximas eleições autárquicas de dia 11 de Outubro.

Tendo o PSD Seixal noção que devido à morosidade da nossa justiça, é praticamente impossível a resolução deste caso antes deste próximo acto eleitoral.

O PSD Seixal por iniciativa do grupo municipal do PSD na Assembleia Municipal do Seixal irá ser pedida a marcação de uma Sessão Extraordinária de Assembleia Municipal para que o Presidente da Câmara possa esclarecer este assunto perante todos os partidos com representatividade nesta Assembleia

quarta-feira, setembro 09, 2009

Notícia DN


"Autarca do PCP pode devolver 400 mil euros ao Estado"


Segundo esta mesma notícia do Diário de Notícias, "Uma auditoria da Inspecção-Geral de Finanças à Câmara do Seixal identificou "eventuais infracções financeiras" cometidas pelo presidente, Alfredo José Monteiro da Costa (PCP)"

Ficamos a aguardar desenvolvimentos sobre esta máteria

Podem ler a notícia na integra clicando aqui.

terça-feira, setembro 08, 2009

Sondagem Juventude Seixal


Caros Visitantes,


Começa hoje uma sondagem no nosso blog sobre o resultado das próximas eleições legislativas no nosso país.

Poderá Votar nos seguintes partidos:


Partido Social Democrata - PSD

Partido Socialista - PS

Bloco de Esquerda - BE

Partido Comunista Português - CDU

Partido Popular - CDS-PP

(estão alinhados com base na votação nas últimas eleições europeias)

Agradecemos a sua participação!

O Avante

Não posso deixar de salientar o post do Blog A-Sul que pode ser lido em baixo. Confesso que as perguntas feitas pelo "Ponto Verde" já as tinha feito a mim mesmo algumas vezes.


Fica aqui a promessa de abordar as mesmas na próxima Assembleia Municipal, e de publicar também as respostas dadas aqui neste espaço, que infelizmente não acredito que sejam dadas pelo executivo Comunista. (espero estar enganado)


Fica o post em baixo para consulta.




AVANTE 24 HORAS DEPOIS


Ontem ao final do dia , passava das 18h (imagem 1) , vários funcionários da limpeza da CMS não tinham mãos a medir para continuar a remover o lixo ainda acumulado um pouco por todo o lado.

Observando o muito lixo ainda existente junto à baía entre a Atalaia e os estaleiros da Medideira (imagem 2) , ou sobretudo a ver o que tinha sido o acampamento junto ao LIDL da Amora (imagem 3), muitas horas de trabalho e muitas viaturas serão necessárias para repôr a normalidade.

Já percebi porque tudo o que aqui escrevo tendo como tónica um melhor ambiente, com melhor qualidade de vida , melhores espaços e conservação da natureza é tão atacado pelas forças CDU no poder .


É que falamos de referenciais civilizacionais completamente diferentes...


Ao observar o lixo deixado por todo o lado, ao ver a lixeira onde centenas de pessoas acamparam durante o último fim de semana , o lixo deixado nos acampamentos selvagens junto à Baía, percebe-se que não compreendam uma palavra dos posts que aqui venho colocando.


As imagens mostram (um pouco) o resto. Só mais duas ou três coisas que não compreendo . Como é que num partido tão "solidário" e "tão defensor dos mais explorados" :

- Porque têm de ser funcionários camarários a limpar a Merda que deixam e não quem a produz ?


- Quanto paga o PCP aos Seixalenses pela ocupação de espaços envolventes da Atalaia ?

- Quanto paga o PCP à Câmara do Seixal pelas TONELADAS de resíduos extra produzidos e removidos nesta ocasião (é o pricipio correctamente defendido pelos Verdes de poluidor pagador...) ?

- Porquê tanto activismo e participação a montar... mas ninguém para limpar ?

E já agora um conselho construtivo para próximas Festas, na Atalaia ou ao que parece , noutro qualquer lugar , os Camaradas "Verdes" poderiam elaborar uma brochura de bom comportamento ambiental e civismo , pontos que que têm escasseado nas últimas edições.