quinta-feira, março 29, 2007

Formação Autárquica.

Decorreu no último fim-de-semana a 1.ª Academia Política da Distrital da JSD de Setúbal – organizada no âmbito do seu projecto autárquico – na Pousada da Juventude de Almada, que contou com a presença de cerca de 50 militante de todo o distrito com particular ênfase para os quase 20 jovens da JSD Seixal que marcaram presença.
Como formadores nesta Academia estiveram presentes: Rodrigo Moita de Deus – assessor da fundação Champallimaud – Carlos Coelho – Eurodeputado – Luís Rodrigues – Deputado eleito pelo circulo de Setúbal – e Carlos Mendonça – Jornalista.

quinta-feira, março 15, 2007

A Estrada!

“Porque é que uma juventude partidária dedicaria um outdoor a uma estrada?” A pergunta foi colocada publicamente pelo Sr. Nuno Carvalho, Presidente da Direcção da Rato - Associação para a Divulgação Cultural e Científica, quer no seu blog pessoal, quer através de artigo de opinião publicado no Jornal do Seixal. “Será que os jovens querem uma estrada?”
No entender da Comissão Política de Secção da JSD do Seixal, ambas as questões são pertinentes e merecem atenta resposta.
A JSD do Seixal representa cerca de 350 jovens no nosso concelho. Jovens preocupados, interessados, sensibilizados com questões de índole social, económica, cultural e sobre todas as outras, as questões de cariz político. São os estatutos da JSD que nos definem, nomeadamente no artigo 1.º quando dispõem que “A Juventude Social Democrata (
JSD) é a organização política não confessional de jovens social democratas, que em comunhão de esforços com o Partido Social Democrata (PSD), tem por fins a promoção e a defesa da democracia política, económica, social e cultural inspirada nos valores do Estado de Direito democrático e nos princípios e na experiência da social democracia, conducentes à libertação integral do Homem, através da transformação reformista da sociedade portuguesa, sempre na defesa de Portugal, de um ideal de afirmação internacional da Nação Portuguesa e da promoção da qualidade de vida das suas populações.”
A estrada em questão – alternativa à estrada nacional 10 – não pode ser tida como um fim em si mesmo. Ela é o meio, o exemplo, o elemento caracterizador de uma maneira de estar, de contemplar a sociedade, de intervir. O outdoor em questão não identifica os problemas transversais de uma geração, não tem um conteúdo eminentemente parcial, é um grito de chamada, é um alerta, é um sinal levantado bem alto conta a hipocrisia, contra a demagogia, contra a mentira.
Porventura os jovens não querem uma estrada. Porventura os jovens nem sequer querem esta estrada. Mas com certeza os jovens querem que a Câmara Municipal do Seixal honre os compromissos que assumiu, querem que a Câmara Municipal do Seixal cumpra com as suas promessas, querem que a Câmara Municipal do Seixal deixe a propaganda fácil e a substitua pela obra que altere as condições de vida de todos e também dos jovens deste concelho.
A JSD do Seixal não nega a realidade. Bem sabemos que os problemas dos jovens não passam apenas pela construção de uma estrada e que existem outras lacunas na política de juventude do nosso concelho, mas seria falso se alguém dissesse que a JSD não se preocupa com problemas eminentemente ligados à juventude. A prova do que afirmamos está no facto de através do nosso representante na Assembleia Municipal terem já sido apresentadas diversas moções relativamente à falta de condições em algumas das escolas do nosso concelho, à baia do Seixal, à pista Carla Sacramento entre outras. A provar o que dizemos estão os contactos já iniciados com algumas escolas secundárias do nosso concelho no sentido de elementos ligados à JSD e ao PSD aí se deslocaram para sensibilizarem os mais jovens para os problemas da intervenção cívica e da participação política. A provar o que dizemos estão as várias deslocações da JSD, também às escolas secundárias do nosso concelho no sentido de falarmos e ouvirmos os mais jovens sobre os seus problemas.
É por isso que não pudemos aceitar afirmações como as contidas no artigo do Sr. Nuno Carvalho, Presidente da Associação RATO, quando afirma que “A JSD ignora e não se importa em ignorar uma agenda política quase consensual na área da Juventude. Que se lixem os jovens, as organizações juvenis e outras inutilidades semelhantes – nos , JSD, queremos uma estrada que vocês prometeram e não fizeram!” É porque Nós, na JSD, temos como primeiríssima prioridade os jovens, tal como já demonstrado anteriormente, que repudiamos peremptória e veemente afirmações como as anteriores.
Mas mais, o artigo continua e afirma-se que “se calhar a JSD quisesse mostrar maturidade política” e que “Os argumentos apresentados no blog da JSD contêm em si uma prova de um discurso que revela ambição pelo palco maior da política no concelho.” A JSD Seixal não pretende “mostrar maturidade política”, nem temos qualquer “ambição pelo palco maior da política no concelho”. Sabemos o lugar que ocupamos e quais os nossos objectivos. Somos a estrutura que representa no concelho do Seixal a maior organização juvenil portuguesa, a JSD, e por conseguinte a nossa ambição é representar os jovens deste concelho da melhor maneira possível, e faze-lo só é praticável não sendo sectários. O que parece, pelo menos para alguns, ser difícil de compreender é que muitos dos problemas dos jovens são também os problemas dos outros estratos etários da nossa sociedade, como é exemplo o problema das acessibilidades, e naturalmente que somos politicamente maduros e não nos escondemos atrás da nossa idade para fazermos política e que nunca vão ver qualquer reivindicação que não esteja correctamente contextualizada e preparada, e atenção, nós seguimos a nossa agenda e somos absolutamente independentes na definição dos nossos objectivos.
Ainda de lapidar uma ultima afirmação do Sr. Nuno Carvalho, “Por momento, pensei que a JSD tivesse desprezo pelos próprios jovens porque os problemas dos jovens não sejam dignos de um outdoor” Pode o Sr. Nuno e todos os outros que comunguem da mesma perspectiva ficar descansados, a primeira prioridade da JSD são os jovens e o outdoor referente ao incumprimento de promessas da Câmara Municipal do Seixal é o reflexo disso mesmo. Compreendemos que talvez seja incomodo, compreendemos que se possa até não concordar, mas o problema existe e é apenas a ponta do Iceberg!
A JSD do Seixal aceita, naturalmente as criticas a si dirigidas e promete ponderação atenta sobre o assunto, estranha apenas que em o artigo nunca seja referido o problema por nós suscitado. A Câmara Municipal do Seixal continua a propagandear obra que não realiza e quanto a isto nem uma palavra. As trapalhadas continuam, agudizam-se e palavras quanto a isto, nem uma!
Queremos no entanto deixar uma mensagem de esperança e a certeza que, dentro do nosso alcance, os problemas dos jovens e também dos não tão jovens neste concelho, continuaram a ser apontados, mencionados, retratados, de forma a contribuirmos activamente para a mudança da política real deste concelho!

A Comissão Política de Secção da JSD Seixal

A ler!

Aconselhamos a leitura do post no blog:

terça-feira, março 06, 2007

Quanto mais tempo?...


Depois da Rejeição por parte da bancada do PCP da moção apresentada pelo Presidente da JSD Seixal na Assembleia Municipal que pedia que a câmara municipal acabasse as obras prometidas, ficamos agora todos à espera que um dia se faça luz...

Até quando mais vamos poder ver esta imagem?...