quarta-feira, outubro 21, 2009

Ainda sobre o Seixal Graffiti

Não sou contra o apoio ao grafitti, pessoalmente reconheco que há um ou outro artista no meio...sou essencialmente contra a forma que a CDU arranjou para apoiar esta arte urbana.

Existem bons exemplos,deixo aqui um deles:



Porque não algo do género no Forum do Seixal? E já agora...podiam voltar a pintar o muro da Mundet de branco?

7 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Acho que a tinta branca foi gasta num outro muro que aqui há tempos foi destruido.

Anónimo disse...

Muita comichão faz o muro da Mundet por aqui, se calhar em vez de se preocuparem em apenas dizer mal porque sim, apresentassem propostas concretas os resultados eleitorais podiam ser melhores, assim não passam de uma anedota.

VIUL disse...

E tu Daniel, como sempre és o provocador de serviço. De que buraco saíste? Não passas de imberbe e fascista. Na "revolta das laranjas, bajulas, qual maricas embevecido. Aqui, na tua casa, és o exterco retirado de fresco da malhada.

Marlene Pires disse...

O Seixal Grafitti é a coqueluche (não sei se é assim que se escreve, mas pelo menos é assim que se diz) da nossa Câmara! Era interessante sim haver um espaço, por exemplo numa fábrica abandonada, que no Seixal há imensas (e agradeçam ao comunismo) e dar-lhes vida com este tipo de iniciativas..

VIUL disse...

Olá Marlene Pires, se não fosses imbecil, o que é que gostarias mais de ser?

Da vossa bocarra já ouvi muitos disparates, mas como esse dos comunistas também serem responsáveis pelo encerramento das fábricas ainda não tinha ouvido.

Minha querida, tens bonecas em casa porque é que não te entretens a brincar com elas? Fazias melhor figura e as asneiras talvez te fossem perdoadas por seres novinha, minha querida doente fascizoide.

Marlene Pires disse...

Como não quero baixar de nível, aconselho apenas a consultar os livros de história, e ler aquela parte do antes, durante e depois do 25 de Abril. Nem precisa de comprar, a biblioteca do Seixal tem bons livros e a consulta é grátis (leia-se os nossos impostos contribuem para isso).

Cumprimentos Socias Democratas

Anónimo disse...

Ao contrário do que o PCP tenta impingir a verdade é que o comunismo ditou o fim muitas fábricas e explorações agrícolas.

Veja-se o exemplo da Mundet face a outras fabricas do segmento, as fabricas de lanifícios, a CUF, etc etc etc.

A nível agrícola, a verdade é que o comunismo acabou com as grandes explorações do Alentejo dizimando toda a região e obrigando a população Alentejana a começar um êxodo Rural precoce.

Por isso Marlene estiveste muito bem, e ao contrário do VIUL soubeste manter algo que aparentemente o comunismo não apregoa - Educação