sexta-feira, janeiro 30, 2009

Atravessar em Segurança

Venho por este meio reportar um caso que me foi relatado por uma residente no concelho do Seixal, freguesia da Amora. Esta senhora frequenta diariamente a estação de comboios da Fertagus dos Foros de Amora, encontrando no decorrer do seu percurso diversas adversidades que poderiam ser reduzidas mediante alguns gestos de boa vontade por parte das entidades competentes.
Em primeiro lugar a calçada apresenta vários buracos que, por esta altura do ano se enchem de água. Até aqui não haveria problema a que não estivéssemos habituados, não fosse a senhora em causa cega. Como é de supor trata-se de uma situação desconfortável para uma pessoa na condição de uma pessoa “normal”, quanto mais para a senhora, principalmente porque tem de fazer este percurso TODOS os dias.
Em segundo lugar coloca-se um problema no que diz respeito ao atravessar a Avenida Doutor Luís Sá. Nesta avenida existem carros que chegam a circular a 80km/h, mesmo após passagem pela lomba que antecede a passadeira. Como tal, torna-se difícil atravessar esta avenida.
A senhora de que aqui falo tem de esperar que algum munícipe com um gesto de boa vontade a auxilie a atravessar a rua. Esta situação seria facilmente resolvida com a implementação de sinalização luminosa e sonora. Com a implementação de um botão que ao ser pressionado iniciasse uma contagem decrescente, com temporizador visível. Este temporizador iria não só alertar de quanto tempo dispunha quem pretenderia atravessar a passadeira, auxiliando também munícipes portadores de deficiências motoras que, com a ajuda do sinal, poderiam saber se ainda iriam a tempo de atravessar a passadeira ou não.
A senhora, assim como outros munícipes com uma atitude pró-activa, teve de tomar a iniciativa de enviar uma carta à Câmara Municipal do Seixal a relatar esta situação e o seu descontentamento. A resposta foi simples e usual, como nos tem vindo a habituar a CDU “Falta de verbas” (ou será falta de vontade?).
Outra situação verificada foi também a que se encontra presente no website da Câmara do Seixal colocando ao dispor do munícipe variadas formas de fazer sugestões e pedidos (apesar de estas sugestões valerem aquilo a que estamos habituados), em http://www.cm-seixal.pt/CMSEIXAL/SERVICOS_ONLINE/Pedidos?id_form=97. Neste local é possível observar que foi esquecido o ponto respeitante à colocação de sinalização sonora nas estradas do concelho. Possivelmente também não estariam disponíveis verbas para adicionar o link ou um bullet no website..
De referir que no âmbito do programa “Mobilidade Reforçada” que está a decorrer por iniciativa da Junta de Freguesia da Amora a sinalização sonora… também foi esquecida. Não obstante a lembrança de tal importância e melhoria substancial da qualidade de acessibilidades no dia-a-dia de cidadãos deficientes. É de estranhar que no website desta mesma Junta de Freguesia seja feita referência à implementação de “sinalização luminosa de passadeiras, garantindo assim uma maior segurança para peões, nomeadamente durante o período nocturno”, mas não à sinalização luminosa e sonora.
Este texto foi enviado pelo companheiro Miguel Paulo.

3 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Realmente para Concelho de Abril, a resposta enviada à carta desta senhora poderia ter tido outra tratamento, é que numa CM com um orçamento anual perto dos 100 milhões de euros poderia fazer-se mais pela mobilidade destas pessoas.
Realmente é incompreensivel esta atitude.

Anónimo disse...

Que falta de boa vontade!!!

Anónimo disse...

Ganda Miguel pah!!
Um presidente como tu é quenós queremos!