terça-feira, julho 01, 2008

JSD Seixal no Setúbal na Rede


A JSD Seixal foi notícia no jornal on-line Setúbal na Rede. Infra, segue o texto na integra:




JSD quer polícia municipal no Seixal

A Juventude Social-Democrata (JSD) vai apresentar à Câmara Municipal do Seixal uma proposta de criação da “polícia municipal”. O objectivo é que “se possa libertar os agentes da PSP das funções de fiscalização de regulamentos municipais”, nomeadamente “nos domínios do urbanismo, da construção, da defesa e protecção dos recursos do património cultural, da natureza e do ambiente”, e igualmente “reforçar o clima segurança no município”. Miguel Pina Martins, presidente da comissão politica da JSD do Seixal, apresenta desta forma “a grande necessidade do concelho em termos de segurança”, que embora “não seja uma situação urgente” é “algo que a curto prazo será preciso”.
Miguel Pina Martins afirmou ao “Setúbal na Rede” que, “pelo que os jornais noticiam, a proposta será chumbada pela maioria CDU”, situação que encara já com “tristeza“, mas também com “normalidade”. Ao ser chumbada, esta proposta da JSD “verá mais uma das suas propostas a ser recusada”, tal como já aconteceu com “a proposta para obras na estrada do Talaminho” que “foi recusada pela maioria comunista e que depois decidiu efectuar as obras”. Contudo, Miguel Pina Martins informa que a proposta avança, “reconhecendo as dificuldades financeiras inerentes à manutenção deste projecto”.

O presidente da comissão politica da JSD afirma, no entanto, que “a polícia municipal tem um custo igual ao do boletim municipal” e aponta como exemplo o caso do concelho de Matosinhos. Neste caso, os custos da autarquia com a polícia municipal “rondam os 375 mil euros” e no Seixal os custos com o boletim municipal ronda “os 500 mil euros”. Neste sentido, e “tendo em conta dados do intendente Fernando Pinto”, que apontam que “nos meses de Fevereiro e Março deste ano se verificou um aumento exponencial da criminalidade violenta no concelho”, a JSD sublinha “o desafio à maioria CDU” ao questionar “se prefere o boletim municipal ou uma polícia municipal”.

José Assis, vereador do PS na Câmara Municipal do Seixal, apresenta, sobre esta matéria, uma posição “de preocupação com o aumento da criminalidade no concelho” e afirma que “a polícia municipal poderia ser útil”. No entanto, afirma “não possuir dados concretos sobre o aumento do número de crimes violentos” nem “o conhecimento na íntegra da proposta da JSD, mas apenas do outdoor colocado no espaço público”, de forma a poder pronunciar-se. Neste sentido, afirma “ser necessário reunir o conselho autárquico de segurança para uma reflexão sobre o assunto” e “só depois se devem tomar decisões”. José Assis informa que “há pouco tempo se verificou um aumento de efectivos da PSP no concelho”, situação que classifica como “sempre útil”.
Alfredo Monteiro, presidente da câmara municipal do Seixal não se mostrou disponível para falar com o “Setúbal na Rede” sobre este assunto, até à hora da publicação desta notícia.

13 comentários:

Filipe de Arede Nunes disse...

Nesta notícia há dois pontos que, a meu ver, merecem destaque:
O vereador socialista, José Assis, alega que desconhece a proposta da JSD Seixal, apesar de conhecer o outdoor. Estranho, porque a JSD Seixal não se limitou a colocar o outdoor, mas apresentou no seu blog e na comunicação social um texto de suporte.
Saliento ainda o facto do Exmo. Senhor Presidente da CMS não se pronunciar sobre este assunto.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

antonio reis disse...

o que é certo é que neste concelho quem marca a agenda politica é sempre a JSD. O que é no mínimo surreal.

Será que mais ninguém tem ideias?

Neste momento só se fala na polícia municipal pelo concelho todo, muitos parabéns, estou certo que vão ter o reconhecimento no dia das autárquicas.

antonio reis disse...

o sr presidente não fala sobre isto porque já falou antes e já viu que fez asneirada, pq não conhece o nosso concelho, ou então finge não conhecer para poder continuar a vier na irrealidade pcp em que o seixal é o paraíso.

Filipe de Arede Nunes disse...

É verdade como diz António Reis que o Exmo. Senhor Presidente da CMS já se pronunciou sobre este assunto como fizemos referência num post anterior, no entanto, neste trabalho do Setúbal na Rede optou pelo silêncio.
A JSD Seixal agradece ainda as palavras simpáticas do Senhor António Reis, que são um incentivo importante para a continuação do trabalho.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Carla disse...

Espero que a câmara comece a olhar para a vossa proposta com outros olhos. Fico a torcer por isso.

Faço minhas as palavras do Sr António Reis "... muitos parabéns, estou certo que vão ter o reconhecimento no dia das autárquicas." Já agora, quando é esse dia?!

Cumprimentos,
Carla

outro disse...

O que é mais estranho nesta noticia é que o Presidente da Câmara não diz nada de nada.

Parece que a JSD tem razão numa coisa:

O PCP prefere Polícia na rua a Papel na rua...

ups é ao contrário...

Anónimo disse...

isto é responsabilidade do governo.

estes jotinhas são muito espertos em responsabilizar a camara.

Filipe de Arede Nunes disse...

Ao último anónimo um breve comentário.
A proposta de criação das Polícias Municipais é competência das Câmaras Municipais e deve ser aprovada pela Assembleia Municipal.
Isto é só para que não lancem já a contra-informação.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Caro João Afonso e Companhia Lda.

Venho por este meio fazer um apelo ao contraditório neste blog que era protagonizado por estes srs.

Das três uma,

Ou não têm argumentos e portanto não dizem nada,

Ou então não sabem nada sobre o que se passa no concelho e por isso não dizem nada,

Ou então desfiliaram-se do PCP e já não são mais testas de ferro...

Daniel Geraldes disse...

Eu ate acho que se esta autarquia e as suas despesas fossem bens geridas, que dava para ter a Policia Municipal e o Boletim a coexistir, mas em termos de serviço publico, a policia municipal é claramente uma mais valia para todos, inclusive para o Presidente da CMS.

Anónimo disse...

Depende do ponto de vista Daniel Geraldes... Quanto mais policia maior é a prob de seres preso...

Pensa nisto

hkt disse...

Qualquer "alternativa" é uma ameaça ao poder instalado. O PCP/CDU sabe-o. Os cartazes são uma manifestação de descontentamento?
Há que destruí-los... esta é a lógica.
Cada alternativa = uma ameaça.

José Lemos disse...

Pois é...

O que é certo é que neste momento temos uma força política que faz real oposição à Camara, não só apresentando Propostas (Polícia Municipal) como fazendo criticas com sentido e com responsabilidade (Alternativa EN10, Acessos Talaminho, Tratamento de Esgotos, entre outras)

Conheço bastante bem a área metropolitana de Lisboa e uma coisa garanto. Não há nada igual por aí, nem em nenhum partido quanto mais numa juventude partidária.

Acho que nos devemos orgulhar bastante destes cidadãos Seixalenses que decidiram dedicar-se à Politica.

Um exemplo a seguir por todos os políticos descredibilizados (que são a grande maioria deles) deste país.