quinta-feira, novembro 06, 2008

O Hospital do Seixal e o (des)ordenamento do território!

O Daniel Geraldes, no seguimento deste texto publicado no blog Seixal Sim pelo membro da Assembleia Municipal do Seixal pelo PCP, Dr. Paulo Silva (?), colocou esta questão.

Ora, de acordo com a informação disponibilizada pela Câmara Municipal do Seixal, o nosso concelho, entre 1970 e 1981 aumentou a sua população em 134,1% (o que corresponde a cerca de 50.000 novas pessoas). A média da Área Metropolitana de Lisboa (Sul) foi de 45,1% neste período, significativamente inferior à registada no Seixal.

No período entre 1981 e 1991 a população do nosso concelho cresceu 31,1% (o que corresponde a cerca de 27.000 novas pessoas). A média na Área Metropolitana de Lisboa (Sul) foi de 9,6% neste período.

Entre 1991 e 2001 o aumento cifrou-se nos 28,5% (o que corresponde a cerca de 33.000 novas pessoas). A média na Área Metropolitana de Lisboa neste período foi de 11,6%.

De acordo com os dados disponíveis no INE, no ano de 2007 habitavam no concelho do Seixal 173.406 pessoas, o que corresponde a um crescimento de cerca de 23.000 pessoas em apenas 6 anos.

Pelos dados que apresentámos, a evolução do crescimento populacional no concelho do Seixal é significativamente superior à média da AML, quer Norte, quer Sul e muito superior à média do crescimento (que em alguns casos é mesmo negativo) populacional em Portugal.

Face aos dados de que dispomos relativos às aprovações de novos alvarás de loteamento e aos Planos de Pormenor que têm sido elaborados e que prevêem a construção de milhares de novos fogos e tendo em consideração que nos primeiros 5 anos posteriores aos censos de 2001 a população do Seixal já aumentou em mais de 23.000 pessoas, é lícito que se diga que se prevê um continuado aumento da população do nosso concelho nos próximos anos.

Tudo isto está directamente relacionado com a construção do novo Hospital do Seixal, obra que a JSD Seixal considera importante para o aumento da qualidade de vida da população do nosso concelho.

No entanto, é preciso deixar bem claro algo que não é mera hipótese, mas facto assente: a Câmara Municipal do Seixal, através das suas políticas de (des)ordenamento do território é a principal responsável pelo facto de a população do Seixal não estar a receber os melhores cuidados possíveis no âmbito geral da assistência hospital e em particular da assistência médica.

Uma vez que não existe articulação entre a aprovação de projectos imobiliários e a necessária construção dos equipamentos que vão proporcionar qualidade de vida (hospitais, estradas, escolas, centros de saúde, etc.), estranhamos o tom acusatório com que a CMS aponta o dedo ao poder central e o responsabiliza pelo facto destes equipamentos não estarem construídos.

Em nosso entender, a politica de ordenamento do território no concelho do Seixal é desproporcionada em relação à realidade do resto do território nacional. Assim sendo, a pergunta do Daniel Geraldes é obviamente pertinente, sendo a resposta do Dr. Paulo Silva demagógica e irrealista. Ficamos à espera de melhores esclarecimentos.

16 comentários:

Anónimo disse...

Este executivo promove mesmo a insatisfação social, é vergonhoso este comportamento, isto até ao Cunhal envergonhava.

Anónimo disse...

Eu não percebo esta chatice com o Obama do Seixal, o Alfredo é monhé.
Os comunas são racistas é o que é.

Joana disse...

Palavras para quê? Está á vista de todos o que a câmara do Seixal tem andado a fazer, ou melhor, o que nao tem feito. Pior cego é aquele que nao quer ver.

Anónimo disse...

andam a brincar com coisas muito sérias . há pessoas que nao tem dinheiro para sustentar os seus filhos e outras que se suicidam porque nao conseguem pagar as dividas e vocês metem um cartaz com ar de gozo e de chico esperto a dizer que é o OBAMA e coisas do genero e dá uma entevista ao jornal local a comparar-se ao socrates e ao cavaco e ao zapatero e as pessoas vão perguntar quem é a pessoa e quando perceberem que é o responsavel pelo PSD no concelho vão pensar que andam a gozar com elas e que é esta a oposiçao ao governo e á camara que têm . eu até percevo que o rapaz esteja bem intencionado só que a realidade é mais forte do que a ficção e não brinquem com coisas serias que as pessoas começam a ficar desesperadas porque a crise é grande , a mensagem nao pode ser a da palhaçada e o folclore as pessoas precisam de se sentir seguras de quem as representam e não ficarem com a ideia que isto é um GOZO total e que vale tudo . Se o cartaz é a brincar entao o psd ficou mal na foto . se é a sério entao é um gozo total . a JSD tem uns cartazes que são adequados a uma juventude partidaria. O PSD é suposto ser outra coisa .

Anónimo disse...

É o Advogado daquele senhor das barbas do benfica . Está tudo dito.

António disse...

Hahaha

A JSD dá um belo exemplo de democracia ao fechar as votações apenas quando está a ganhar ;)

Lembro-me perfeitamente de quando acabou o prazo das votações e resolveram adiar o encerramento porque a maioria dos visitantes preferia votar na CDU!

Marlene Pires disse...

Acho triste este tipo de comentários que não acrescenta qualquer valor à discussão.

Para terminar, gostava de saber o que pensa a JCP quanto ao Hospital do Seixal. É que vêem-se "manifestações", ainda sob forma de grafitis, sobre o 25 de Abril e contra o fascismo, mas nunca uma manifestação quanto ao Hospital.

Cumprimentos,

MP

Carla F. disse...

Ao penúltimo anónimo digo que nem o Presidente da Comissão política do PSD Seixal nem o PSD Seixal têm qualquer intenção de gozar com os cidadãos do nosso conselho. Apenas pega no exemplo do recém eleito presidente dos EUA como um exemplo a seguir. Que nós também podemos mudar, que estamos numa altura de mudança e que da mesma maneira que a maioria dos americanos colocaram a sua esperança de mudança no Barack Obama, também nós, seixalenses, podemos pôr a nossa esperança nele. E como o Paulo Edson diz numa entrevista ao jornal Setúbal na Rede, e passo a citar:
“não é o Obama em si, mas a tónica de mudança que se vive”.

Anónimo disse...

Se Obam fosse branco como a dona Marlene também faziam o cartaz??

Carla F. disse...

Claro que sim, porque como citei há pouco :
“não é o Obama em si, mas a tónica de mudança que se vive”.

Marlene Pires disse...

Caro anónimo,

Eu penso que se enganou no post quando fez o comentário. O titulo é "O Hospital do Seixal e o (des)ordenamento do território!", em parte alguma refere o Sr. Obama. O seu comentário é desadequado e desagradável e revela falta de maturidade politica.

Ricardo disse...

Marlene, vês aqui alguém da JCP?

Se tens dúvidas quanto às posições da JCP, vais ter com eles e perguntas, não fazes divagações inúteis para o ar. Podes sempre googlar e vais ter ao site deles.

Convençam-se que imensa gente que aqui comenta é votante CDU mas não necessariamente do PCP ou da JCP. Aceitem o facto.

Quanto ao hospital, penso que a CMS se tem batido bem pela sua construção. O argumento de ordenamento de território, além de não concordar que seja verdade, é absurdo mesmo admitindo como verdadeiro. Então acham que se há grandes problemas de carência de saúde por resolver numa determinada população, a falta de ordenamento de território será razão para que não exista? É um problema muito grave, sendo inclusivamente um problema de saúde pública dado a grande área em questão e o crescimento que apresenta. É intolerável e injustificável.

E já agora, essa questão das votações foi uma vergonha. Rezem para que não se fale muito nisso.

Filipe de Arede Nunes disse...

O Ricardo não compreendeu o texto aqui publicado. Naturalmente que o hospital deve ser construido.

No entanto, o que se procura aqui demonstrar é que o poder local, na através da sua função de ordenamento do território, tem responsabilidades directas na ausência destes equipamentos fundamentais.

O Ricardo naturalmente pode discordar, mas sem contrapor com bons argumentos pouco serve.

Uma última palavra em defesa - que não precisa - da Marlene. Mais uma vez o Ricardo não entendeu. O que a Marlene gostava era de ver a JCP tomar posição sobre o hospital. Não tem de ser aqui, pode ser em qualquer outro lugar.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Meus caros, varios militantes da JCP são dos membros mais activos na luta pela construção do Hospital no Seixal. Não deixa de ser repugnante ver militantes de um partido que é contra a construção do hospital dizerem que são a favor, entretanto não fazem nada por isso e criticam aqueles que lutam pelo hospital. O Hospital há de ser construido, contra a vontade do PSD, porque o Seixal merece-o e os seixalenses não o pedem, exigem-no.
A hipocrisia não mata, mas é nefasta para nossa dignidade enquanto seres humanos, assum o que são, vão ver que ficam muito mais felizes.

Anónimo disse...

Eu queria subscrever aquilo da criação da Policia Municipal. Não me digam que tiraram por ser um fiasco completo, tanta falta que a pide, perdão, policia municipal fazia. Em 2009 também só vão deixar fechar as urnas quando o PSD tiver mais votos que os outros? ou vão fazer birrinha? Voltem a por aquele cartaz que roubaram ao PNR sobre o crime violento, com aquele sangue todo, mesmo à Correio da Manhã. Ainda bem que a proxima CMS vai ser do PSD.
NOJO!

patrícia fernandes disse...

Gosto mais do Correio da Manhã.