quinta-feira, setembro 25, 2008

Objectivo Amora

Acabo de vir da Assembleia de Freguesia da Amora, onde por convite do eleito do PSD Nuno Poças fui assistir ao desenrolar da Assembleia de Freguesia, foi curioso ver a moção apresentada pelo PCP onde os temas não poderiam deixar de ser os mesmo de há 30 anos, ou seja, o novo código do trabalho de Vieira da Silva, e por acréscimo a segurança e desemprego.

Quanto ao Código do Trabalho, fiquei feliz por constatar que o PCP preferia o código de trabalho de Bagão Félix ao novo código, e curiosamente nem uma única critica foi feita ao Código de Trabalho de Bagão Félix, mas apenas e somente criticas ao Código de Trabalho de Vieira da Silva que esteve em discussão, o que me leva a pensar que o PCP nem discordava e talvez lá no intimo concordasse com o Código da autoria do Bagão Félix,ou seja, o PCP tem uma atitude curioso porque prefere sempre os códigos anteriores, mas depois dos códigos estarem aprovados aceita-os na sua plenitude e torna-se conservador em relação ao Código aprovado , não aceitando qualquer mudança neste.
E até presumo que quando houver uma nova reforma do Código do Trabalho, este código de Vieira da Silva agora aprovado irá ser defendido com unhas e dentes pelo PCP contra uma nova possivel reforma que num futuro possa acontecer.

Em relação á insegurança, muito se indignaram com a situação vivida no País, mas o curioso é com a insegurança que é visível no Seixal eles não estão minimamente indignados senão não tinham votado contra a proposta do PSD sobre a criação da Polícia Municipal, que tem como salvaguardar a segurança do cidadãos disponibilizando mais Polícia para o nosso Concelho.

Em relação á Freguesia de Amora, até á hora que me vim embora cerca das 22h30 nem uma única palavra da CDU, o que me leva a crer que na Assembleia de Freguesia de Amora se discute muito mais o País.

2 comentários:

Nuno Gonçalo Poças disse...

Os eleitos da CDU limitaram-se, em resposta à minha intervenção, a dizer que não concordavam com a criação da Polícia Municipal.

Resta saber porquê. E era precisamente isso que eu queria saber...

Anónimo disse...

Algore sou eu e tu...
Algore sou eu e tu...
Algore sou eu e tu...
Algore sou eu e tu...