sexta-feira, agosto 29, 2008

RATO

Numa altura em que se aproxima o último fim-de-semana das festas de Corroios, convidamos todos os nossos leitores a conhecer uma das melhores Associações Juvenis existentes no Concelho do Seixal – a RATO.

Com projectos que abrangem áreas como o voluntariado, formação e a elaboração de projectos TIC, a RATO é hoje uma referência do Associativismo no apoio ao desenvolvimento dos jovens do nosso Concelho.

Poderás saber mais sobre a RATO visitando o “stand” da instituição nas Festas de Corroios ou em http://rato-adcc.pt/ .

13 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Vá lá, que este ainda não tiveram a audacia de criticar os cortinados da casa do vereador, senão já tinha sido excomungados, mas sem duvida que é uma excelente associação.

Anónimo disse...

Assim se vê a democracia do PSD onde é poder:
PCP processa Câmara de Viseu por destruição de propaganda
12-Ago-2008
1 – Hoje à tarde, dia 11 de Agosto/08 retomando práticas que pensávamos afastadas da vida política local, a Câmara Municipal de Viseu, num acto de inqualificável prepotência anti-democrática, mandou destruir a propaganda do PCP afixada em diversos locais da cidade relativa à Festa do Avante 2008.

2 – Este acto persecutório contra o PCP constitui uma grosseira violação da Constituição da República Portuguesa, nomeadamente do seu Artigo 37º, que consagra o direito à liberdade de expressão e propaganda, e afronta os acórdãos do Tribunal Constitucional, especificamente o 258/2006 e vários pareceres da Comissão Nacional de Eleições (CNE) que reafirmam que “nenhuma Câmara Municipal pode produzir regulamentos que determinem outras regras para além das que a Lei geral estabelece” e que “a liberdade de propaganda é aplicável durante os períodos eleitorais como fora deles”.

3 – Sabendo que está a violar as leis da República e a atentar contra os direitos democráticos e a vida democrática na cidade de Viseu, (apenas a propaganda política do PCP foi removida) o PCP não vê outra razão para esta sanha persecutória da Câmara, que não seja a de deliberadamente “eliminar” a forte presença política do Partido na cidade e no Concelho em vésperas de importantes actos públicos.

4 - O que é ainda mais lamentável é que esta atitude de intolerância política para com o PCP, contrasta com a conivência que a mesma Câmara tem mantido perante a avassaladora publicidade exibida nos mesmos espaços pelo grande comércio (leia-se grandes superfícies comerciais) que muito tem contribuído para desgraçar o comércio tradicional de Viseu.

5 - O PCP e a população sabem que o Dr. Fernando Ruas tem um elevado conceito de democracia, bem expresso na sua solução de mandar “correr à pedrada” os funcionários do estado que exigiam que se cumprisse a lei. Mas o PCP não se deixará intimidar por esta atitude anti-democrática. Por esta ofensa aos direitos políticos e constitucionais apresentámos hoje mesmo uma queixa/crime na polícia contra a Câmara Municipal de Viseu e prosseguiremos com a colocação de propaganda, no exercício pleno das liberdades que ajudámos a conquistar e pelas quais estamos dispostos a lutar com todas as nossas forças.

6 – Por último, o PCP chama a atenção das outras forças democráticas, nomeadamente aquelas representadas no Executivo e na Assembleia Municipal de Viseu, para a gravidade deste acto censório da Câmara Municipal e para a necessidade de se demarcarem e denunciarem este grave atentado.

Assim se demonstra a hipocrisia dos laranjinhas onde são poder arrancam a propaganda do PCP sem qualquer aviso prévio, e aqui no Seixal fazem-se de vitimas dizendo que não há liberdade de expressão.

SE NO SEIXAL NÃO HÁ LIBERDADE O QUE DIZER EM VISEU E NOUTROS CONCELHOS - COMO O PORTO - EM QUE É O PSD QUE TEM A MAIORIA?

Daniel Geraldes disse...

Oh Sr Anónimo, caso não saiba, ou não se lembre, o sr. Presidente da CM Seixal fez-nos o mesmo num outdoor, e a JSD recorreu para a CNE(comissão nacional de eleições), e foi nos dada razão. Por isso não fale de coisas que não conhece totalmente.


O PCP de virgem ofendida, não tem absolutamente nada.

Filipe de Arede Nunes disse...

A ser verdade o que se relata aqui sobre o que terá acontecido em Viseu - seria preciso apurar os factos de uma forma independente - terei de subscrever o meu companheiro Daniel Geraldes e aconselhar os dirigentes locais do PCP a comunicar os factos à Comissão Nacional de Eleições.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

O Daniel deve estar equivocado pois a Câmara Municipal do Seixal não retirou sem aviso prévio a propaganda da JSD... A Cãmara Muicipal do Seixal notificou a JSD, a JSD recorreu à CNE, a Câmara aguardou o parecer da CNE e como a CNE deu razão a propaganda da JSD ficou. Deste modo a Câmara Municipal do Seixal agiu sempre dentro da legalidade.
Ao invés a Câmara Municipal de Viseu, tal como já tinha feito a do Porto, retirou sem qualquer aviso a propaganda do PCP!!!
Assim se demonstra quem respeita a lei, e que é o PCP, e quem age sem qualquer respeito pela legalidade, e que é o PSD!!!
Deste modo não se armem no Seixal em coitadinhos, pois as vossas práticas onde são poder são ao arrepio de qualquer legalidade.

Filipe de Arede Nunes disse...

O anónimo que aqui escreve, certamente nunca viu as estruturas de propaganda da JSD Seixal totalmente vandalizadas.

O anónimo aqui, quer passar a ideia - fazendo referência à versão de apenas uma das partes - que o PSD não respeita a liberdade de propaganda política ao contrário do PCP.

O anónimo aqui, quer apenas lançar a confusão.

Lamento, porque infelizmente pessoas mal formadas existem em todos os partidos. A grande questão, é que a JSD Seixal é de se preocupar com as pessoas mal formadas que vivem no Seixal e que governam o concelho onde nós existimos e vivemos.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Este comentário do Drº Filipe é hilariante e só demonstra a falta de coerência existente na JSD. Com efeito as pessoas mal formadas a que se refere é apenas o Presidente da ANMP indicado pelo PSD! Depois o Seixal faz parte de um país chamado Portugal, pelo que essa desculpa da JSD/Seixal não querer saber do que se passa no resto do país é no minimo ridicula...

Filipe de Arede Nunes disse...

Se o Senhor Presidente da Associação Nacional de Municipios e Presidente da Câmara Municipal de Viseu for responsável pela retirada ilegal de propaganda do PCP é efectivamente uma pessoa mal formada.

Mas o anónimo tem alguma dúvida sobre isso?

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Já vi tudo, a propaganda do PCP foi retirada em Viseu sem qualquer aviso, mas o Filipe tem dúvidas se a responsabilidade será do Presidente da Câmara. No barreiro houve um atraso de 12 minutos e o Filipe não tem dúvidas que a responsabilidade é do Presidente da Câmara e por isso exige a sua demissão... Ou seja no barreiro porque a Câmara é comunista a responsabilidade é sempre do Presidente da Câmara, em Viseu, porque a Câmara é do PSD, tem de se apurar de quem é a responsabilidade...
Ou seja a responsabilidade varia em função do partido que governa a Câmara...
Parabéns Snr. Drº pela original teoria, a qual devia de constar nos manuais da coerência política!!!

Filipe de Arede Nunes disse...

O anónimo supra pretende alterar, maliciosamente, o sentido das minhas palavras.

O que eu disse - e qualquer miudo de 6 anos teria entendido - é que primeiro é preciso apurar se os factos a que se refere são verdadeiros.

Tendo efectivamente sido retirada a propaganda do PCP, então é preciso saber porquê e se essa retirada de propaganda é ou não ilegal.

Caso se confirme a ilegalidade da retirada de propaganda do PCP por parte da Câmara Municipal de Viseu, então parece-me lógico que o seu presidente seja responsável pelo facto.

É capaz de discordar de alguma coisa aqui?

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Gostei da sua dúvida... "È preciso saber se a retirada da propaganda é ou não ilegal"? Quer V. Excª dizer que a Câmara Municipal de Viseu podia legalmente ter retirado a propaganda? Deve ser alguma prerrogativa especial que as Câmaras do PSD têm!!!
Mais uma pérola da coerência politica!!!

Daniel Geraldes disse...

O que eu acho engraçado em Viseu, é que o PCP não recorreu para o CNE, recorreu foi paras as televisões, como se estas fossem resolver alguma coisa, ou seja, o PCP só quer é publicidade.

No CNE, provaram que a JSD Seixal tinha razão nas suas pretensões, em Viseu tem de se fazer a mesma coisa,tem de perguntar ao CNE, ou o PCP não precisa de se subordinar as regras democraticas para saber quem tem razão.

Filipe de Arede Nunes disse...

A Lei 97/88 estabelece as regras sobre a propaganda partidária.

Não conhecendo o caso em concreto, parece-me leviano apontar desde já o dedo à Câmara Municipal de Viseu.

Seja como for, estou solidário com todas as forças partidárias que se vejam impedidas de exercer os seus direitos legais.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes