segunda-feira, agosto 04, 2008

JSD Seixal vs JS Seixal


A política, como arte ao serviço dos cidadãos, é dada a confrontos programáticos e ideológico, onde as ideias, os princípios e os ideais batalham freneticamente em busca das soluções que mais se adeqúem à realidade e à solução dos problemas das pessoas.

A JSD Seixal tem ao longo dos últimos anos vindo a desenvolver um trabalho específico no concelho do Seixal, numa luta árdua e continua contra o poder instalado do PCP que tem ao longo dos últimos mais de 30 anos vindo a delapidar constantemente o património do nosso concelho, baseando-se em políticas que premeiam o betão numa tentativa de confusão com qualidade de vida.

Neste percurso temo-nos sentido muito sozinhos, embora ultimamente se vislumbrem já alguns fogachos por parte dos partidos neste concelho de tentativa de efectiva oposição. Apesar de tudo, e dentro daquilo a que é usual dar-mos o nome de juventudes partidárias, a JSD Seixal tem calcorreado todo este caminho ladeada apenas pelo vazio.

Tudo o que aqui digo vem na sequência do nosso último post, que merece da parte do coordenador da JS Seixal – Sérgio Paes – extenso comentário (que pode também ser consultado aqui), no qual este discorre longamente sobre as diferenças entre JS e JSD na sua vertente nacional, numa tentativa exasperada de esconder o sol com a peneira e negar tudo aquilo que é axiomático.

A questão pode à primeira vista parecer de lana caprina mas não o é. O que aqui se discute é a forma como na política se encara o debate e a discussão das ideias. Catalogando as ideias dos outros de retrógradas, desajustadas, socialmente injustas, preconceituosas e insultuosas para com determinadas minorias, o líder da JS Seixal Sérgio Paes, presta um mau serviço à JS Seixal e aos jovens, denotando para além de uma latente incapacidade de discussão e de debate, o uso de uma adjectivação mentirosa, sem conseguir deixar de recorrer a uma cartilha maniqueísta reveladora de falta de preparação e de democraticidade, requisitos essenciais para a boa prática da arte da política.

O líder da JS Seixal Sérgio Paes, confunde o que não tem confusão: mistura a política da JSD nacional com a política da JSD Seixal, sendo certo que a JSD Seixal tem apenas uma função e que se prende com o combate político no concelho do Seixal.

A JSD Seixal não precisa de utilizar a agenda da JS porque tem a sua própria agenda. E como é natural, na agenda da JSD Seixal – porque é uma estrutura de âmbito concelhio – não consta qualquer proposta sobre a alteração da lei para permitir casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

No entanto, Sérgio Paes, não consegue compreender isto porque certamente acha que como militante da JS a única coisa que existe são os problemas do país! O que o Sérgio Paes deveria compreender é que os habitantes do concelho do Seixal têm problemas que merecem tanto ou mais atenção (no entendimento da JSD Seixal, indubitavelmente muito mais atenção) do que os problemas focados pela agenda da JS nacional.

É neste capítulo do combate político no concelho do Seixal que a JSD Seixal tem estado empenhada, dinamizando a apresentação de propostas nos fóruns onde tem assento (Assembleia Municipal e nas diversas Assembleias de Freguesia), lançando campanhas publicas com impacto direito e imediato na população e fomentando o debate sobre todas as questões locais e muitas questões de âmbito nacional neste blog.

Da JS Seixal, e do seu coordenador Sérgio Paes, já sabemos no entanto com o que podemos contar: uma obsessão louca contra o PSD e a sua Presidente, Dra. Manuela Ferreira Leite, a censura das opiniões contrárias e a quase ausência de propostas para o concelho onde vivem e onde deveriam fazer política, mas onde parece não terem ainda essa capacidade.

Quanto à JSD Seixal: nós continuaremos por aqui a desenvolver o trabalho que os estatutos da JSD nos conferem, em prol da população do nosso concelho, mas sempre preocupados e com capacidade de discutir o que se passa no país e no mundo.

5 comentários:

JS Seixal disse...

Lamento que a questão seja colocada da forma como é aqui colocada. Em relação aos financiamentos, a JSD pode concordar com eles, para nós continuará a parecer pouco ético.

Já várias vezes comentei boas propostas da JSD, mas não queira confundir as tomadas de posição do PS com a JS. É que podem nem sempre concordar, ao contrário do que vocês aqui deixam transparecer em relação à JSD.

E por falar em maniqueismos (já tantas vezes vos vi a palavra escrita) e vícios, esse desconcerto ao perceber que a JS tem vida própria e massa crítica é indicioso de vícios, que aqui deixamos de lado, por não serem os nossos.

Gostava de entender de melhor forma de que vícios fala a JSD.

Concluindo, percebo que esta JS e este coordenador da JS não vos sirva a vós, incomode alguns de vós até. Mas para isso discutem e trabaham os militantes da JS. A JS tem peso e está cá para trabalhar e mostrar. Não valerá a pena portanto repetir o meu nome em tão voz alta e repetidamente nos teclados. Estamos cá, somos activos e unidos e para além do Seixal, que bastante nos ocupa e preocupa, temso também atenção ao que se passa a nível nacional, pois é nesse sentido que se enquadra a sociedade Seixalense.

Esperamos e acreditamos que a JSD faça o mesmo, apontando as suas setas para uma oposição so PCP, ao invés de fazer julgamentos sobre o funcioanmento interno da JS Seixal e o seu coordenador, que me parecem aqui menos preocupantes para nós e para vós.

De resto, lamento identificar, pessoalmente, nos textos e comentários que leio bastante demagogia. É uma opinião pessoal, sobre alguns escritos, de que concluo não serem partilhados por todos os militantes JSD.

Com os melhores cumprimentos,

Sérgio Paes
JS Seixal

JS Seixal disse...

já agora, um ps. não partidário, mas post scriptum...

Têm um comentário eliminado do anterior post???

Não fui eu que o coloquei, antes de mais, mas gostava de conhecer o seu conteúdo...

Lápis azul, ainda falam?

Filipe de Arede Nunes disse...

Caro Sérgio Paes:

Responde desde já ao post scriptum:
"Comentário eliminado
Esta mensagem foi removida pelo autor."

Como podes ver, a mensagem foi eliminada pelo autor. Aqui não há censura nem moderação de comentários, excepto quando são ofensivos para com alguma pessoa em concreto.

Aconselho-te a leres com atenção antes de voltares a apontar o dedo a alguém.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Filipe de Arede Nunes disse...

Caro Sérgio,

Em resposta ao teu primeiro comentário devo, rapidamente, dizer o seguinte:

- Se falas dos financiamentos da Somague ao PSD estou completamente de acordo com a tua interpretação. Foi uma situação que me envergonha enquanto militante do PSD;

- A JSD Seixal concorda com o PSD Seixal quando entende que deve concordar e discorda quando entende que deve discordar;

- Ao contrário do que pensas, esta JS e o seu coordenador são-nos perfeitamente indiferentes uma vez que a nossa política não é feita de reacção mas sim de acção;

- Tens quando dizes que a JS é problema dos seus militantes;

- Fica por demonstrar - as vãs palavras valem o que valem - que a JSD Seixal ou os seus militantes sejam demagógicos;

Não tivessem sido os comentários de militantes da JSD Seixal censurados no blog da JS Seixal e provavelmente não teríamos tido esta discussão.

No entanto, creio que terá sido muito importante. É bom saber quem se senta connosco do outro lado da mesa!

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Pina Martins disse...

Caro Sergio,

Há um militante da JS na Assembleia Municipal, que penso representar a vossa estrutura, tendo sido indicada pela mesma.

Ele votou as nossas propostas com o PS. Presumo assim que a indicação da JS seja a mesma. Ou estou enganado?

Sendo este o caso, parece-me que a JS indirectamente também votou as nossas propostas favoravelmente...

De qualquer das formas, fico à espera que concretizes e que enumeres quais as nossas propostas demagógicas.

Um abraço