sábado, fevereiro 07, 2009

O Poder Local Democrático e as Empresas


Na sequência da apresentação, por parte da CDU, de um panfleto onde, entre outras, referia o seu papel crucial no desenvolvimento económico do concelho do Seixal no último mandato, decidimos ir pesquisar sobre algum tipo de apoio dado, por parte da Câmara Municipal do Seixal, às empresas que se queiram estabelecer no mesmo.
Em primeiro lugar, contactamos com os serviços da Câmara, especificamente com o Gabinete de Apoio ao Empresário. Aí, fomos informados, por parte de uma funcionária de que este serviço presta apoio somente ao nível de informação às empresas. Começou mal…

Em seguida, fomos pesquisar, em vários fundos de apoio a empresas, se existiria alguma relação com as estruturas concelhias. Dentro deste grupo, os Fundos Finicia destacaram-se, por ter uma ligação directa aos municípios.
Os fundos Finicia constituem, para as empresas, um apoio ao seu desenvolvimento, permitindo-lhes encontrar financiamento em condições mais benéficas, relativamente ao mercado. Permite ainda, pela parte das Câmaras, definir o sector de investimento dos mesmos fundos, o que, apoiado em sinergias territoriais específicas, e através de políticas de aglomeração e especialização reflectir-se-ia na produção de bens de maior valor acrescentado e qualidade, na criação de postos de trabalho estáveis e em crescimento económico verdadeiramente sustentado.

Dada a preocupação da Câmara Municipal do Seixal em demonstrar, através da sua propaganda, o grande, decisivo, fulcral, contributo do Poder Local Democrático para a dinamização económica no concelho (dado que o modelo de economia planificada perdeu a sua validade há cerca de 20 anos…), e esquecendo, temporariamente, os sinais negativos que a Câmara do Seixal transmite às empresas com o aumento da Derrama sobre o lucro tributável das mesmas para o valor máximo permitido por lei, seria de esperar que fosse fácil encontrar o concelho do Seixal na lista de concelhos que aderiram aos fundos referidos.

Não encontrámos.

Por isso, ou a Câmara Municipal do Seixal aderiu ao pensamento económico de “laissez faire” ou então mentiu aos seus munícipes, enchendo os seus olhos de areia e com acções que, a longo prazo, em nada contribuem para o crescimento económico sustentado do nosso Concelho.

O Pelouro do Emprego e Empreendedorismo

4 comentários:

Marlene Pires disse...

Andou a mentir, claro. É o mais fácil.

Anónimo disse...

ja viram que quando se discute problemas de fundo da gestao comunista do Seixal, eles nunca cá aparecem?

porque será?

Miguel disse...

Maior cego é aquele que não quer ver..

Diogo disse...

Um link para vocês, que não sabem fazer mais do que destilar ódio contra o Seixal...

clicar aqui