terça-feira, dezembro 04, 2007

PARA QUE SERVIU VOTAR PS?

O final de 2007 coincide com o fim da Presidência Portuguesa da União Europeia, voltando a política rapidamente à realidade concreta.
Importa salientar que a assinatura do “Tratado de Lisboa” é positiva para esta presidência.
Neste período, a política interna, como é óbvio, teve alguma descompressão permitindo que o Governo não encontrasse qualquer argumento para justificar as suas incapacidades.
O próprio Governo, que tem dossiers quentes e pesados nas mãos, por uma questão de táctica política conjuntural optou por congelar e adiar polémicas tão importantes como a solução aeroportuária na capital.
Mas neste como noutros dossiers não esteve parado e tenho receio que possamos vir a ser confrontados, mais uma vez com uma posição política do facto consumado.
Refiro-me especificamente à questão do novo aeroporto, pois considero que pode ser um dos maiores erros deste Governo e que muitas gerações de portugueses podem ficar hipotecadas.
Como cidadão e como responsável político vou empenhar-me neste combate para que a decisão que o Estado Português venha a tomar seja aquela que sirva de facto o interesse público.
Neste dossier, como noutros, o Governo até se demitiu de estudar, colocando-se apenas com “treinador de bancada”, criticando os estudos dos outros e não os elaborando como é seu dever e sua obrigação.
Não posso aceitar que o Governo se demita até desta função.
Ao chegar ao fim do ano, a população está cada vez mais descrente. Os cidadãos apostaram num partido que lhes prometeu mais emprego, mas riqueza, e o que têm é o contrário.
Nem as empresas, nem as famílias sentem sinais de qualquer retoma. A perspectiva é de agravamento da situação social e económica, o pessimismo está cada vez mais instalado.
As pequenas e médias empresas sabem que a actividade económica tem decrescido, e que nem os milhões anunciados pela entrada em funcionamento do QREN-Quadro de Referência Estratégica Nacional (novo quadro comunitário) terão respostas positivas para o Distrito, pois a Península de Setúbal está excluída da maior parte desses fundos comunitários.
Passados quase três anos de mandato, a população pergunta-se:
Para que serviu votar PS?


Luis Rodrigues
Deputado PSD

A JSD Seixal deixa aqui o texto escrito pelo deputado Luís Rodrigues. Obrigado pela cedência.

2 comentários:

Ponto Verde disse...

Questões locais:

Você comeria peixe criado numa piscicultura que estivesse ao lado de uma ETAR e de estaleiros navais e num Estuário/Sapal para onde fosse despejado, sem tratamento o esgoto de mais de 100000 pessoas?

Mais em:

www.a-sul.blogspot.com

Daniel Geraldes disse...

Serviu apenas para voltarmos a ter a perseguição na admnistração publica e criarmos uns fundamentalistas/terroristas chamados Asae, o resto , o que eles tantam criticavam no nosso governo so piorou.