quinta-feira, dezembro 11, 2008

Contagem decrescente

Acabo de chegar do jantar de apresentação do Futuro Presidente da CM Seixal, o Dr. Paulo Edson, e posso dizer com um enorme orgulho que foi um autêntico sucesso, e são estes sucessos que me fazem sonhar "acordado" com a possível vitoria do Dr. Paulo Edson nas eleições autárquicas que se avizinham.

Por isso, é com uma enorme euforia e satisfação que escrevo este post, nós na JSD Seixal estamos a trabalhar num programa autarquico que pretende ir de encontro as expectativas que existem em nós, e para o representar na melhor forma possivel e que o Seixal merece.

Assim venho pedir encarecidamente se tiver alguma proposta que gostasse de ver transformada em realidade, para utilizar o nosso Autarca Online (na coluna do lado direito do seu monitor) e assim estreitarmos ainda mais os nossos laços de colaboração em prol do designio comum que é o Seixal.

Porque já não há mais tempo a perder, e porque o Seixal merece muito melhor........

11 comentários:

Anónimo disse...

Também estive no jantar e sinceramente, também achei um enorme sucesso. Um jantar alegre, à imagem do Paulo Cunha, até porque o momento era de festa, de Natal, aniversário e candidatura e porque tinha bastantes jovens. São uma jota fantástica, uma secção fantástica, com um presidente fantástico e jovem que não tenho dúvidas vão trabalhar e será óptimo um trabalho conjunto e articulado que o conduzirá à Presidência da Camara.

Parabéns.

Anónimo disse...

Muito bom Jantar

Anónimo disse...

O Paulo Cunha bem humorado, só mesmo para a fotografia. ih,ih,ih...

Marlene Pires disse...

O jantar correu muitissimo bem :)

André Salvado e Machado disse...

Infelizmente não pude estar presente no jantar, mas dois testes seguidos esta semana obrigaram-me a ficar entre livros...

Ainda bem que o jantar correu bem!
Não se esperava outra coisa da JSD e do PSD Seixal.
A candidatura do Dr. Paulo Edson Cunha é o culminar de um trabalho de exigência e de rigor político no Seixal, de que a JSD faz parte integrante e, diga-se, fundamental!
Estão todos de parabéns e boa sorte para o desafio que é ganhar a Câmara do Seixal.

Sim, vocês também irão conseguir!

Anónimo disse...

Jantar de Natal do PS Seixal , restaurante Taberna do Sousa no Seixal , dia 12 de Dezembro pelas 20.30 .

Presença de um destacado dirigente Nacional do Partido Socialista responsável pela coordenação Autárquica .

Anónimo disse...

Um belo mail que recebi.

Ex.mos Srs.do Ministério da Educação

Sou professora há vinte e oito anos. Durante todos estes anos não tive o prazer de receber uma única carta (a Internet é uma invenção recente) nem um e-mail dos vossos serviços, excepto quando fui convidada pelo então ministro David Justino para participar nos Encontros de Caparide, sobre os novos programas de Português. Este convite deveu-se ao facto da minha escola ter estado durante cinco anos consecutivos nos cinco primeiros lugares dos Rankings dos Exames Nacionais do Ensino Secundário e de eu ser uma das professoras responsáveis pelos resultados. De repente, recebo duas comunicações endereçadas por noreply a convidar-me a colocar os meus objectivos on-line (provavelmente para me poupar trabalho e para evitar ter que os discutir com a minha avaliadora, conforme a lei obriga) e ainda três esclarecimentos enviados pelos vossos serviços. Assim gostaria de esclarecer que:

1º Não sou loura nem burra;

2º Sei ler e interpretar a legislação, que mal seria se o não fizesse sendo professora de Português, mas, admitindo que o não fosse, tenho amigos e familiares advogados e juízes sempre prontos a esclarecer-me;

3º Desde o concurso para professores titulares, considero que os vossos serviços não merecem a honra de me contactarem nem de receberem uma resposta minha;

4º Durante vinte e oito anos de serviço dediquei a minha vida à escola, e expensas da minha própria família (prescindi mesmo da licença de amamentação do meu filho para orientar estágio, a pedido do Conselho Directivo, por não haver ninguém disponível e para não perdermos o núcleo de estágio);

5º Na escola onde lecciono, a Secundária de Barcelos, dos professores no 9º escalão, só eu e uma colega do mesmo Departamento ocupámos um tão grande número de cargos. Estive durante três mandatos no Conselho Executivo, fui Directora de Turma, orientei o estágio da Universidade Católica de Braga, orientei estágio na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Docente de Apoio Pedagógico), fui Coordenadora dos Directores de Turma, fui Coordenadora de Departamento e de Secção. Dos cargos existentes na escola só não fui Directora da Biblioteca nem doutras instalações, nem pertenci à Assembleia de Escola;

6º Quase todos estes cargos foram exercidos antes de 2000, ficando, por isso, fora dos sete anos escolhidos para a candidatura a Professor Titular (Portugal deve ser o único país em que Curriculum Vitae não significa toda a vida mas apenas sete anos. A propósito, fui confirmar e no meu processo há registo de todos os meus cargos, de todas as minhas faltas, horários de todos os meus anos lectivos ao contrário do que a Sra. Ministra afirmou quando justificou que o concurso só dizia respeito aos últimos sete anos por falta de registos anteriores;

7º Quase me esqueci de mencionar (pois para o Ministério parece ser o menos importante) que fui professora, tenho anos lectivos sem uma única falta, os meus alunos continuam a ser excelentes nos Exames Nacionais, fiz, para me actualizar todas as acções do Projecto Falar sendo, por isso, Professora Acompanhante dos novos programas de Português;

8º Consegui no concurso para Professora Titular 124 pontos mas não tive vaga, pelo que não passo duma mera professora, que nas palavras da Sra. Ministra não pertence ao leque dos professores excelentes que os pais devem ambicionar para os seus filhos. Na minha escola, num outro Departamento, uma colega é Titular com oitenta e poucos pontos, o mesmo acontecendo noutras escolas;

9º Como aparte devo referir que muitos dos meus antigos alunos desejam que eu seja a professora dos filhos, sabe-se lá porquê!

10º Neste momento, de acordo com a lista graduada da minha escola, descobri que estou no limbo (apesar do papa o ter extinguido) pois apenas tenho o meu índice remuneratório, não pertencendo a nenhum escalão;

Assim, e em jeito de conclusão, agradecia que parassem de me enviar e-mails. Para o caso de não lerem este, vou assinalar no meu o vosso endereço como spam evitando assim enervar-me sempre que vejo o vosso contacto.

Sem mais

Ana Maria Bonifácio

Anónimo disse...

Em resposta ao último comentário não resisto a colocar :

Numa sociedade que se quer desenvolvida, os professores são o instrumento mais poderoso de transformação. A classe que mais de perto determina a capacidade, a formação e o desenvolvimento das nossas crianças. Deve, pela sua importância social, ser tratada com o respeito que a sua função merece e aquilo que temos vindo a assistir é a um processo de humilhação que não é razoável num Estado democrático. Não admira a situação de pré-insurreição que se vive. Alguma humildade democrática faria bem a esta maioria absoluta. No caso dos professores, definitivamente o Ministério perdeu a razão.

Francisco Moita Flores, Professor universitário

Anónimo disse...

jovem continua a sonhar... como dizem os franceses tenho a certeza que foi um jantar "trés gay"!!!

YES WE ALSO CAN ahahahahahah

Marlene Pires disse...

O anónimo é o elo mais fraco. Adeus!

Anónimo disse...

Não. Caríssima companheira. Estais redondamente enganada. Isto não se trata de elos mais fracos ou fortes. Trata-se de ter ou não competência. E aí perdeste tu...ahahahahahahhahahahhahahahaa