sexta-feira, dezembro 05, 2008

4 de Dezembro


Embora com um dia de atraso, a JSD Seixal não esquece.

Francisco Sá Carneiro, advogado de profissão, foi formado pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Foi eleito pelas listas da Acção Nacional Popular à Assembleia Nacional, ainda durante o período do Estado Novo. Depressa se converteu em líder da chamada Ala Liberal, onde desenvolveu iniciativas múltiplas para transformar o regime numa democracia de tipo ocidental. Não o tendo conseguido, renunciou ao cargo de Deputado.

Em Maio de 1974, juntamente com Francisco Pinto Balsemão e Joaquim Magalhães Mota, funda o PPD, mais tarde PSD. A 3 de Janeiro de 1980 foi chamado pelo Presidente da República da altura, General Ramalho Eanes, a formar Governo depois de vencer as eleições legislativas de 1979, liderando a Aliança Democrática, juntamente com o CDS, de Freitas do Amaral, e o PPM, de Gonçalo Ribeiro Telles.

Na noite de 4 de Dezembro de 1980, quando se dirigia para o Porto com o fim de participar num comício de apoio ao candidato às eleições presidenciais, General Soares Carneiro, dá-se o trágico acontecimento que ainda hoje envolve algum mistério.

Algumas teorias foram avançadas: por um lado, a de acidente, e por outro a de atentado. Ao longo dos anos foram realizadas várias investigações, foram constituídas inúmeras comissões de inquérito, que nunca mostraram resultados afirmativos e definitivos. A verdade continua por apurar. E o que é facto é que tomar como certa a tese do acidente é recusar o apuramento da verdade. A dúvida permanece, sobretudo porque foi ao longo dos anos divulgada a teoria de que Sá Carneiro e Amaro Costa tinham na sua posse provas de corrupção e negociatas por parte da ala esquerda política, envolvendo o PCP e alguns socialistas de "excelência".

De qualquer das formas, convém não esquecer a enorme figura que foi Sá Carneiro. A relevância que teve na afirmação de Portugal como Estado livre, soberano e verdadeiramente democrático (ao contrário do que se passou durante os dois anos subsequentes ao 25 de Abril) não pode ser esquecida.

19 comentários:

Anónimo disse...

Dezembro...

Nuno Gonçalo Poças disse...

Corrigido. Obrigado pela emenda.

Anónimo disse...

Não é obrigado pela emenda, é pelo reparo a emenda foi vc que a fez.

Nuno Gonçalo Poças disse...

Não vamos voltar a falar aqui de ortografia ou de sintaxe, pois não?

É que esse seu comentário deixa algo a desejar...

Anónimo disse...

http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentid=F87F93FC-B91E-4705-BEE9-F2B7F1BABC7B&channelid=ED40E6C1-FF04-4FB3-A203-5B4BE438007E

Anónimo disse...

Trata-se mais de uma observação,mais na brincadeira versus provocação. Sendo assim que deve ser encarada. Pior seria criticar pelo facto do artigo ter entrado atrasado, ou terem-se esquecido desta efeméride. Ou de não ter havido a habitual missa na Igreja de Amora. Isso seria grave.

Anónimo disse...

Nem todos somos católicos

Anónimo disse...

Pois a tradição já não é o que era...

Anónimo disse...

E já agora como votou o PSD o Plano de Pormenor de Vale de Chícharos?
E houve ou não missa pelo aniversário da morte de Sá Carneiro, como era tradição na Amora?
Será que alguém poderia-me responder?

Marlene Pires disse...

É sempre importante homenagiarmos o nosso eterno lider! Um bom post :)

Anónimo disse...

Porra, cada tiro cada melro...

Anónimo disse...

O Dr Francisco Saá Carneiro é uma referência para os democratas . As referências devem ser seore recordadas quando já não estão entre nós. Não as devemos perder .

Anónimo disse...

Homenagiarmos não, homenagearmos. Homenagear o eterno lider Kim Il Sung, apesar de se terem esquecido da data em que se esborrachou contra o prédio em Camarate onde havia um mural, dai o trauma, que dizia: A reacção não passará. E não passou.
Peçam ao tio Dias Loureiro para vos pagar umas aulas de português no Rumo ao Sucesso.

Marlene Pires disse...

Ao último anónimo:

No comments!

Cumprimentos

MP

Anónimo disse...

Perdoem-me. Só é um eterno líder porque morreu num desastroso acidente. Se estivesse vivo até hoje seria igual aos outros todos. Isto é tudo um mito...

Pedro S. disse...

Caro anónimo,

Acho que isto já ultrapassa todas as marcas, haja respeito! Que falta de princípios e de ética é esta? Não lhe pedimos que admire ninguém, mas também não lhe admito que venha para aqui mandar bocas sobre a morte de um homem que foi um político excepcional, e mesmo que não tivesse sido, chama-se a isso respeito e evidentemente você não sabe o que isso é!

Como já disse a vários anónimos, estamos abertos a discussão de ideias e projectos, estamos abertos a falar sobre o Seixal, mas de maneira alguma, você este convidado para vir aqui faltar ao respeito às pessoas, haja educação e haja princípios e o que você tem vindo aqui fazer evidencia a falta dos dois.

Anónimo disse...

E já agora como votou o PSD o Plano de Pormenor de Vale de Chícharos?
E houve ou não missa pelo aniversário da morte de Sá Carneiro, como era tradição na Amora?
Será que alguém poderia-me responder?

Anónimo disse...

APRENDE A VOAR SÁ CARNEIRO!!
APRENDE A VOAR SÁ CARNEIRO!!

Anónimo disse...

Que bonito é o meu partido.....