quinta-feira, abril 23, 2009

Escolhe a Europa que queres



No dia 7 de Junho de 2009, os portugueses e todos os eleitores em Portugal serão chamados a votar nas eleições para o Parlamento Europeu, à semelhança do que acontece simultaneamente nos restantes 26 Estados-membros da União Europeia (entre 4 e 7 de Junho). Sob o lema "a decisão é sua", as instituições europeias prepararam um conjunto de iniciativas por toda a Europa, com dois objectivos fundamentais: informar os europeus sobre a realização das eleições e comunicar-lhes a sua razão de ser. Porque é importante votar nesta ocasião? Que consequências práticas tem esse voto? De que modo vai ele afectar a vida de cada cidadão? O que é e para que serve o Parlamento Europeu?
Na verdade, em dias difíceis, a União Europeia surge como uma oportunidade, parte da solução para os tempos novos que se avizinham e exigem mais cooperação e união, num Mundo que não deixará de ser globalizado mas que deverá ser mais solidário e justo. É essa Europa e esse projecto de futuro que se apresenta a votos no próximo mês de Junho.
Em Portugal, para interpretar as mensagens europeias e organizar as acções necessárias ao cumprimento dos objectivos referidos acima, o Gabinete do Parlamento Europeu, a Representação da Comissão Europeia e o Centro de Informação Europeia Jacques Delores - Ministério dos Negócios Estrangeiros, juntaram esforços e prepararam um plano nacional de informação e comunicação baseado num circuito nacional que pretende chegar a todo o país.



Segundo o último Eurobarómetro, 20% dos jovens portugueses até aos 24 anos de idade têm a certeza de que não irão votar no dia 7 Junho.

Ao votar nas eleições para o PE, decides quem vai influir no teu futuro e no dia-a-dia de cerca de 500 milhões de cidadãos europeus. Se isso não te preocupa, alguém se preocupará por ti - decidindo quem te irá representar na única assembleia pan‑europeia eleita por sufrágio directo. Os deputados eleitos vão moldar o futuro da Europa nos próximos 5 anos. Escolhe a Europa que queres, vota!

2 comentários:

antonio reis disse...

muito bom texto.

parabens

Daniel Geraldes disse...

É obvio que o grande vencedor destas eleições, vai ser o país com a lista do Dr. Paulo Rangel.