segunda-feira, abril 13, 2009

Comunistas absurdos!!!

Para quem hoje de manhã esteve atento aos noticiários, certamente se deu conta da grande notícia do dia. Essa notícia que hoje está na "berra" e inclusive foi capa do Diário Económico, é que as Universidades Públicas Portuguesas se encontram financeiramente estranguladas e sem dinheiro para pagar os respectivos salários - e este alerta é feito pelo Conselho de Reitores, numa carta enviada ao ministro da Ciência e Ensino Superior no início do mês - e quem teve oportunidade de ouvir o Fórum da TSF de manhã não pode deixar de registar as inúmeras críticas de todos os quadrantes partidários ao Ministro do Ensino Superior, o Ministro Mariano Gago.

Ou seja, cada vez mais se percebe que há faculdades a mais, e que o dinheiro não chega para todas.Sabe-se que a taxa de natalidade no país está em queda e que por isso não existem tantos alunos para preencher vagas nas universidades apesar do Governo ter baixado o nível de exigência no acesso à Universidade. Sabe-se que em Lisboa já existe uma enorme concentração de universidades e provavelmente para termos uma discussão séria do Ensino Superior terá que se fechar 1 ou 2 universidades.

Mas aqui no Seixal, talvez porque este executivo seja intelectualmente desonesto e oco, continua-se a exigir uma Universidade Aberta.

Não se sabe, muito bem a quem irá servir, com a agravante da Universidade Aberta ser feita num regime não presencial, mas continua-se a exigir uma Universidade. Com as nossas escolas locais, colocadas medianamente em resultados poucos satisfatórios a nível nacional, continua-se a exigir uma Universidade Aberta. Com um país no interior economicamente deprimido e sem grandes opções de fixação de jovens, aqui no Seixal continua-se a exigir uma Universidade aberta. Quando temos um Vereador que tem um dos pelouros mais importantes de qualquer autarquia a nível nacional, e que devido á posição de relevo que ocupa a nível local, nunca fez nada para dar o exemplo académico, continua-se a exigir uma Universidade Aberta.
Este tema da Universidade Aberta para o Seixal é tão absurdo, tendo em conta o panorama do Ensino Superior Nacional, que é uma enorme falta de respeito da autarquia para com as Universidades a sério que infelizmente se encontram financeiramente estranguladas.

Em vez de prometerem e falarem em parvoíces eleitoralistas, falem de Emprego, de Segurança, de Empreendedorismo, de Ambiente, de Qualidade de Vida, de criação de riqueza para todos, do novo traçado do Metro Sul do Tejo, do Hospital e de uma localização séria para o mesmo, de acessos a nivel local , da reabilitação séria e honesta da Baía do Seixal,é por aqui que passa o futuro do Seixal, e não por meras parvoíces caprichosas de autarcas inconsequentes.

26 comentários:

Karl Marx disse...

A universidade aberta deve ser para o Professor Monteiro arranjar um tacho, e para o Dr. Paulo Silva dar umas aulas da reforma agrária aos seus camaradas.

Cátia Costa disse...

Exigem uma Universidade Aberta, mas disponibilizarem salas de estudo para estudantes universitários do concelho em época de exames ou simplesmente alargarem o horário de funcionamento da Biblioteca Municipal ou comparticiparem os passes sociais a estes estudantes está fora de questão para a CDU. Talvez por ser única e exclusivamente uma proposta da JSD. Lamentável!

Paulo Silva disse...

Que interessante, meu caro Daniel Geraldes, o PSD sempre votou na Assembleia Municipal a favor da vinda da Universidade Aberta para o concelho do Seixal. Mas mais, foi um governo do PSD que assinou o protocolo para a transferência da Universidade Aberta para o concelho do Seixal, protocolo esse que não foi cumprido pelo governo do PS.
Deste modo, Daniel acabaste de passar um atestado de incompetência aos eleitos do PSD na Assembleia Municipal, bem como a um Governo do PSD. Ficando a população do concelho do Seixal a saber que o PSD está contra a transferência da Universidade Aberta para o concelho do Seixal!
Mas mais grave Daniel, achas que o problema do subfinanciamento do Ensino Superior se resolve com o encerramento do Ensino Superior?

Nuno Gonçalo Poças disse...

Dr. Paulo Silva,

não sou advogado de defesa do Daniel Geraldes, nem pretendo sê-lo.

No entanto, não posso deixar de aqui deixar duas notas:

1. Se o PCP e a sua estrutura interna não permitem liberdade de pensamento e de opinião, o problema é vosso. Não censurem que nós a perfilhemos. Enquanto Presidente da JSD Seixal posso deixar aqui bem claro que a minha posição pessoal (e já a deixei explícita nalguns locais) é manifestamente contra a instalação da Universidade Aberta no nosso concelho. Não se trata de passar atestados de incompetência seja a quem for. É apenas a nossa posição.

2. Não me parece que a proposta do Daniel tenha sido o encerramento de universidades para acabar com o problema do financiamento do Ensino Superior. Parece-me, sim, que a proposta de encerramento de universidades é apresentada como forma de solucionar alguns problemas que o ES apresenta como o excesso de alunos e a consequente elevada taxa de jovens licenciados no desemprego.

Mas tudo isto apenas serve se quisermos ter uma discussão aberta e franca sobre o assunto. Desonestidades intelectuais é que não admito.

Passe bem.

Marlene Pires disse...

Convém à CDU trazer a Universidade Aberta, uma vez que o Sr. Presidente Alfredo Monteiro, entre os inúmeros tachos, integra o Conselho Consultivo da Universidade Aberta... Curioso não é?

Daniel Geraldes disse...

Caro Dr. Paulo Silva,

se bem me lembro a CDU tambem chumbou o Sapal e agora aprovou-o, ou seja, foi o próprio Presidente de CM a passar a si próprio um atestado de "competência."

Mas fico contente por não refutar os meus argumentos, apenas se basear no que o PSD sempre votou, o que é um sinal inequivoco que o Dr. concorda comigo apesar de esbracejar ao contrário só porque faz parte do "Governo".

Mas, a história não acaba por aqui, em Janeiro em plena reunião de Assembleia Municipal, a JSD Seixal através do seu representante, Miguel Pina Martins, apresentou 3 propostas concretas para um sistema de ensino que já existe no Seixal, foram elas:
A comparticipação dos passes
Criação de uma bolsa de estudo
A criação de um espaço 24 horas

E que a biblioteca municipal tivesse um horario decente para os seus principais utilizadores,os estudantes do Concelho.

Mas a CDU, votou contra, sem apresentar argumentos sérios ou validos.Se chumbam estas propostas simples como é que têm o descaramento de vir pedir uma Universidade Aberta, já sem contar com a situação ecónomica que o Ensino Superior vive em Portugal.

Se no próprio Concelho aonde são poder, chumbam propostas para a educação, como é que depois têm o descaramento de pedir mais educação se nem os trabalhos de casa fazem.

Daniel Geraldes disse...

Só se for por isso Marlene!!!

Anónimo disse...

Eu cá acho que a Universidade Aberta faz muita falta no Seixal, principalmente para ensinar o Daniel a escrever. Depois também gostava de registar que a solução da JSD para os problemas do financiamento do ES (criados pela lei do financiamento da MFL) é o encerramento de algumas, mais um passo na elitização. O que vos custa ver os filhos dos trabalhadores no ES! E se alguém aqui é desonesto, é a JSD ao propor que seja o Poder Local a substituir-se ao Central na efectivação de um DIREITO que é o ES gratuito. É que em Portugal não há apartheid, não faz sentido haver bolsas de estudo para os cidadãos do Seixal e não haver para os de Almada, nem a CMS pode substituir-se ao poder central, apesar de ser muitas vezes obrigada a fazê-lo. Tendo estado envolvido na dinamização de várias manifestações de estudantes do ES sei bem qual é a atitude dos betinhos da JSD, sempre a sabotar e contra os estudantes. Já não enganam ninguém. Beijinhos

Anónimo disse...

Noto que a JSD se afirma contra a Universidade no Seixal, vamos ver até quando. é que se bem me lembro também eram contra o Hospital, e agora não têm vergonha em dizer que são a favor (já viram que ia contra os vossos interesses politicos, não foi?)

Anónimo disse...

como o Paulo Silva foi arrumadito a um canto já nem volta...

dantes ao menos vinha para o segundo round agora nem isso!

Anónimo disse...

Perguntas incómodas: Qual é a posição da JSD/PSD Seixal acerca da passagem da Amora a concelho?
- Que aconteceu à vossa petição da polícia municipal?
- O que aconteceu ao otário do Pedro Sousa? É que desde que foi humilhado e desmascarado nunca mais aqui postou nada.
- Porque não voltam a fazer uma sondagem aqui no blog, agora que já são conhecidos os candidatos?
- Se o PS e PSD juntos tiverem a maioria será que se vão coligar para correr com os comunas?

Anónimo disse...

anonimo atrasado mental.

se queres fazer perguntas do tipo pcp ao menos diz quem és e não tenhas medo!

Daniel Geraldes disse...

Os betinhos da JSD já fizeram mais pelo Seixal, do que "os dreds" da JCP, que não lhes conheço uma unica proposta para o Concelho a não ser os concertos acompanhados pela Carvalhesa no Torreense e os muros a evocar a revolução vermelha.

Falar dos betinhos da JSD, como sarcasticamente nos chama é falar na Juventude que apresentou propostas para a insegurança, para o ambiente, para a educação, para os acessos locais no Concelho, é falar na Juventude que se insurgiu contra a incompetência do Vereador Joaquim Santos e a favor dos moradores do Bairro Quinta do Cabral, que se insurge contra a destruição do Sapal,que se insurge contra a betonização da flôr da mata e da discriminação que a CM quer fazer aos moradores do Vale de Chicharos, que se insurge contra o muro de betão que é o Seixal, que se insurge contra o desbaratar de 100 milhões de euros de orçamento, que se insurge contra a negligência pura que é o Concelho do Seixal e os seus respectivos lideres.

Quando fala dos betinhos da JSD, devia falar com muito mais respeito.

E caso não saiba, o PSD Seixal e os seus militantes Luis Rodrigues e o Professor Manuel Pires foram os primeiros a falar na construção de um hospital no Seixal, por isso o PSD e a JSD sempre foram a favor do Hospital e vão continuar a sê-lo.


É por não haver apartheid que a JSD quer que os melhores se destaquem, e não quer condena-los á romântica historia de que somos todos iguais.
É por não haver apartheid que não catalogamos as pessoas, cada um tem opção sobre o seu destino e de fazer as suas escolhas.
É por não haver apartheid que não queremos que as nossas escolas sejam invadidas pelas bonitas ditaduras de leste e que formatem os cerebros dos nossos estudantes.
Queremos a liberdade de escolha, e por isso queremos criar as condições para essas escolhas acontecerem.

Não queremos o marxismo leninismo aberrante, estrangulador e castrador das capacidades intelectuais de cada um.
Não queremos o marxismo leninismo intolerante, uniclassista, sem liberdade de escolha.
Não queremos o marxismo leninismo como é na China, em Cuba, na Coreia do Norte, na Venezuela e na Bolivia.

Por isso é que a JSD irá sempre boicotar quem tem intenções aberrantes, intolerantes e estranguladoras como fez até agora, seja no Seixal ou no Ensino Superior.

Anónimo disse...

Daniel és mentiroso ao afirmares que foi o PSD os primeiros a defenderem o Hospital para o concelho do Seixal. Quando o Luis Rodrigues começou a defender o Hospital já o PCP o defendia à muitos anos!
Já agora quero ver qual vai ser a posição do PSD na Assembleia Municipal sobre a Universidade Aberta.
Quanto à liberdade de pensamento, vimos os argumentos utilizados neste blog, por causa da ultima eleição para a concelhia da JSD, vimos os argumentos que utilizaram, e confesso que no PCP não existem esses argumentos, no PCP há discussão aberta e frontal, mas não há insultos, como aqueles que aqui foram escritos. Depois a da liberdade de opinião, não passa de uma falácia, o vereador Manuel Pires disse que era contra a policia municipal e foi ostracizado dentro do PSD. No PSD quem não está a favor do grande chefe é colocado na prateleira!

Anónimo disse...

MUITO BEM!!

Daniel Geraldes disse...

Bem o anónimo de certeza que só lê o Jornal Avante e o Boletim Municipal do Seixal, de certeza que não viu a pouca vergonha com a deputada Luisa Mesquita e com o Presidente da CM Sines.

Oh seu burro, se não houvesse liberdade de pensamento na JSD, nunca teria havido duas listas, teria havido só uma, e que culpa é a JSD têm que haja militantes no Seixal que tenham mais sangue na guelra e que são mais emotivos quando em discussão está a sua causa.
Se calhar, o sangue na guelra que a JSD têm a mais, tem o PCP a menos, e por isso é que o Seixal está como está, um caos.

E quanto ao Professor Manuel Pires, devo dizer-lhe que é das pessoas mais respeitadas dentro do PSD Seixal pelo seu enorme contributo e dedicação ao Partido, as pessoas e ao Seixal, por isso não venha com historietas de ostracização. No PCP quem não está com a oligarquia é um traidor!!

João Lopes disse...

Vocês transformam uma notícia que deixa claro o desinvestimento que os sucessivos governos (com PS e PSD, umas vezes com CDS, outras vezes sem) têm vindo a fazer no Ensino Superior. O que vocês querem é um Ensino Superior à lá Estado Novo, elitista, caro, formador de elites. O Ensino Superior como foi recriado por Abril não é isso. É um Ensino Superior Público, Gratuito, para Todos, Democrático! Com condições para dar formação a TODOS! E isso não se faz fechando Escolas Superiores. Faz-se através do investimento nas que existem e no alargamento a todo o país.

Assumam de vez o que são. Assumam-se como elitistas, como contrários ao interesse do povo português.

Daniel Geraldes disse...

Caro João Lopes,

não diga asneiras, então se o Ensino Superior está estrangulado financeiramente como hoje foi tornado público, vamos fazer o quê?? abrir mais universidades???

E vamos abri-las aonde,no Seixal??? para concentrar mais ainda a população no litoral do país e deixa o interior desertificado, como está a acontecer.

O João por acaso sabe a quantidade de universidades que existe em Lisboa e mais os politécnicos???

O João sabe a propina que os alunos pagam muitas vezes não dá para suportar 1/5 do orçamento das faculdades.
O João sabe por exemplo porque é que a exigência tem vindo a decrescer, porque é que existe a fantochada das novas oportunidades, o Magalhães e essas tretas todas, porque o ensino em Portugal há muito tempo que só trabalha para as estatisticas.

E depois há a agravante da taxa de natalidade que têm vindo a decrescer, como é que o João quer suportar estas faculdades todas se deixa de haver alunos para elas.

Deixem-se de populismo bacocos e decadentes, sejam pessoas sérias, ao menos na educação das futuras gerações, que isso é que é ser a favor do interesse dos portugueses e não o contrário!!!

João Lopes disse...

Por acaso sou estudante do Ensino Superior, acho que conheço minimamente a situação actual do ES. Não existe excesso de Escolas Superiores. O que existe é um estrangulamento financeiro por parte dos governos. É óbvio que as propinas não suportam os orçamentos. Nem podem! As propinas, por lei, não podem sustentar custos correntes das instituições. Isso só acontece porque o Estado não cumpre a sua obrigação de financiar as Escolas. Eu sei que vocês abominam tudo o que é público, mas felizmente Abril deu-nos um sistema de ensino universal público. Quando o vosso ex-companheiro de partido e primeiro-ministro Aníbal Cavaco Silva (com a actual líder do PSD na pasta da educação) institui as propinas disse que estas serviriam como as taxas moderadoras na saúde, para responsabilizar os estudantes. Hoje são das principais fontes de financiamento, e quem protagonizou o aumento brutal das propinas acompanhado do corte de financiamento foi o governo PSD/CDS, com o ministro Pedro Lynce. Se há padrão distintivo nesta história é a presença do PSD em todos os momentos altos do ataque à gratuitidade, universalidade e carácter público do Ensino Superior. Se vocês fossem pessoas sérias admitiam que são contra o Ensino Superior Público, Gratuito, de Qualidade, Democrático e para Todos.

Se devem ser abertas Escolas Superiores no Seixal não sou eu que o vou dizer. Mas se no Seixal se tem votado (claramente) em que defende a instalação de uma Escola Superior no concelho do Seixal, alguma coisa isso quererá dizer. E em relação ao interior, talvez não saiba que foi com o projecto de Abril (que o PSD tem feito por destruir) que o ES chegou a todos os distritos.

Quanto à exigência, tínhamos que ir necessariamente a Bolonha para discutir isso, mas é uma discussão que não cabe aqui.

Ir buscar a taxa de natalidade é tão falso como tudo o resto. Há cada vez mais estudantes a ficarem de fora do sistema público de ES por incapacidade económica. Voltamos às propinas... Não há, nem haverá, excesso de oferta, pelo contrário. Eu ficarei descansado quando todos os portugueses tiverem oportunidade de ir para o ES, independentemente da sua origem social e da sua situação económica. Até lá, não há excesso.

Mais uma vez demonstraram o que são. São contra Abril, contra o ES Público, Gratuito, de Qualidade, Democrático e para Todos. E isso é contrário ao interesse nacional.

Anónimo disse...

Apoiemos o ensino superior no Seixal e o Prof. Doutor Ricardo Ribeiro para Reitor.

Anónimo disse...

Isto é só gente estúpida. A discussão não é se vai ou não haver Universidade Aberta, é saber onde vai ficar instalada, se em Lisboa se no Seixal. Isto acarretaria custos minimos para a autarquia e teria grandes vantagens para o concelho. É obvio que o PSD prefere a UA em Lisboa que no Seixal, porque são contra os interesses do concelho. Absurdo é o PSD, que deixa abeculas como o Daniel falar em seu nome, porque os outros ainda disfarçam aquilo que defendem, mas o Daniel apesar de ser burro é muito sincero.

magmafires disse...

Em relação ao abandono do ensino superior por parte dos jovens do nosso concelho deixo aqui as minhas sugestões para a CMS...

http://pensarseixal.wordpress.com/2009/04/13/abandono-do-ensino-superior/

SEIXALENSE ATENTO disse...

EFP e sociedade civil promovem emprego

Cinquenta e duas entidades da península de Setúbal assinaram, na semana passada, com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) um conjunto de protocolos para a promoção do emprego. Ao todo vão ser abrangidas 969 pessoas em Contratos Emprego Inserção e em Estágios Profissionais em câmaras, juntas de freguesia, Instituições de Solidariedade Social e outros organismos.

As câmaras de Almada, do Seixal e do Barreiro foram as únicas das nove da península que não estabeleceram qualquer destes protocolos no âmbito da medida Emprego 2009. Mais desenvolvimento em

http://www.sado2000.pt/noticia.php?codigo=49E36B89388EF

Anónimo disse...

mais uma vez se demonstra a incompetÊncia da Camara Municipal

Esta universidade não serve para nada para além de servir para o PCP fazer um pouco de propaganda a dizer que tem uma universidade no Seixal.

Na realidade Almada tem 4 barreiro tem 1 setubal tem várias e o Seixal tem prédios prédios e prédios em cima uns dos outros e onde as estradas são todas as mesmas desde há 20 anos (A2 e EN 10)

VERGONHA

Tiago disse...

Para quem instituiu propinas (Cavaco Silva) a JSD parece de repente muito preocupada com a situação no Ensino Superior.

Cambada de hipócritas, sinceramente. Ao menos o PC, no meio disto tudo, consegue ter alguma coerência.

Daniel Geraldes disse...

A JSD Seixal está preocupada com o futuro do país, logo está preocupada com o futuro do Ensino Superior.

Se queres um ensino gratuito, tambem o podes ter, basta seres um dos melhores alunos e concorres a uma bolsa de estudo,de certeza que não pagas propinas, exige algum esforço mas é gratuito e é democratico porque toda a gente pode concorrer, tem é um criterio subjacente, seres um excelente aluno.

Aqui no Seixal como sabes, não quiseram premiar os melhores e os mais necessitados com uma bolsa de estudo, mas enfim são maneiras de estar na politica a servir os outros.