segunda-feira, março 23, 2009

Visão exige-se....

"Segundo admitiu, o Arco Ribeirinho Sul é uma espécie de dois em um. Ao mesmo tempo que permite ir buscar verbas comunitárias para descontaminar os solos das antigas zonas industriais e requalificar uma área de cerca de mil hectares, visa também evitar o abate de mais sobreiros na zona do aeroporto."

Estas palavras foram proferidas pelo Ministro do Ambiente, Pedro Nunes Correia, e dizem respeito ao Arco Ribeirinho do Sul que deverá ter a sua aprovação em Abril deste ano e que prevê a requalificação urbanísticas das antigas zonas industriais dos concelhos do Barreiro (Quimiparque), Seixal (Siderurgia Nacional) e Almada (Lisnave).

Se neste momento se encontra ser estudado o Plano Pormenor da Torre da Marinha, matéria que a JSD Seixal não irá descurar de forma alguma devido ao seu interesse estratégico para o Concelho e para a qualidade de vida de todos os munícipes. Verdade é, que esta requalificação das antigas zonas industriais, e no caso do Seixal, os terrenos da Siderurgia Nacional, é vista pela JSD Seixal vê como uma grande oportunidade de construção de um Seixal Park, que é uma forma de potenciar o nosso concelho com verdadeiros medidas do séc. XXI, tanto a nivel social, ecónomico e ambiental, que não pode ser transformada em mais uma oportunidade desperdiçada.

Destaque-se que o processo de descontaminação dos solos já começou, através de candidaturas do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). Além disso, Nunes Correia adiantou que o Arco Ribeirinho Sul está a ser ultimado e deverá ser aprovado em Abril.

3 comentários:

Anónimo disse...

E depois no Seixal Park colocavamos o cremesse...

Silva A. Silva disse...

Antes o cremesse que o A. Silva e Silva.

Anónimo disse...

Eu por mim metia lá o João Paulo Afonso Silva