quarta-feira, maio 13, 2009

Comunicado De Imprensa

A Comissão Política Distrital de Setúbal da Juventude Social-Democrata vem por este meio demonstrar a sua preocupação com os recentes eventos decorridos no Bairro da Bela Vista, e descontentamento com a forma com que o Governo da República tem abordado a grave crise social e o consequente aumento da criminalidade no país, sobretudo no distrito de Setúbal.

A JSD de Setúbal considera que o sentimento de insegurança é já uma constante para aqueles que residem ou trabalham no distrito, afectando directa e drasticamente o nível da qualidade de vida de todos. Mais preocupante é o facto de não se perspectivar nenhuma melhoria dada a apatia do governo nesta matéria.

A passividade do Governo, na forma como lida com a escalada de violência, que se tem vindo a assistir é preocupante e demonstra a falência das políticas seguidas; mais, demonstra a falência de ideias exequíveis que possam mitigar este problema.

A actual crise económica mundial tem vindo a vincar os problemas sociais da região, servindo como catalisador de acções criminosas para as quais o governo não tem conseguido ser capaz de dar uma resposta.

Ao nível da administração local, a região carece de uma correcta política urbanística, a qual deveria passar pela inclusão cuidada de lotes de custo controlado em malhas urbanas pré-existentes e desta forma atenuar a exclusão social.

Desta forma, a JSD Distrital de Setúbal vem defender a necessidade de um reforço efectivo dos meios de segurança na região e uma aproximação das forças de segurança às reais necessidades das populações. Estas acções deverão ser integradas com uma revisão da legislação em vigor, para que esta se torne mais adequada e capaz de responder aos novos tipos de criminalidade - como por exemplo, a aplicação da proposta recentemente apresentada pela JSD Distrital de Setúbal relativa à redução da idade de inimputabilidade.

É também opinião da JSD Distrital de Setúbal que deverão ser accionados mecanismos de índole temporária de forma a amenizar o efeito que a actual crise económica tem em locais como o Bairro da Bela Vista, já de si socialmente delicados.

Consciente de que estas propostas se fundamentam no exercício de uma cidadania empenhada e participativa, a JSD espera das entidades supra referidas a tomada de medidas com a urgência que a gravidade da situação justifica.

2 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Sempre é um comunicado muito mais realista do que a intervenção ontem do Jerónimo de Sousa na Assembleia da República.

Anónimo disse...

http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=2A62E6DF-2EFE-4375-915B-4734B4C1407F&channelid=ED40E6C1-FF04-4FB3-A203-5B4BE438007E